Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Uma decisão radical

Agosto 06, 2018

O Triângulo Perfeito

IMG_20170909_182134.jpg

 

Como rapaz que é, o Vasco adora tudo o que esteja relacionado com o mundo automóvel. Quem quiser fazer este menino feliz, é oferecer-lhe pistas de carros, motas e carrinhos. Disso nã há dúvidas...

 

No outro dia pus-me aqui em casa a contar e apercebi-me que temos mais de 40 carrinhos daqueles pequeninos (tipo faísca mcqueen, etc). É um exagero... Isto sem contar com os carrinhos que eu já enviei para casa das duas avós. 

 

A minha casa está cheia de carros por todo o lado. É na banheira, é no quarto, é por baixo das almofadas do sofá. 

A adoração do Vasco pelo mundo automóvel chega a tal ponto que... todas as brincadeiras têm que terminar sempre com carrinhos!

 

Vejamos. No outro dia estava a ler-lhe a história dos 3 porquinhos...

 

- Era uma vez três porquinhos que resolveram fazer uma casa... - começo.

- E para isso precisaram de uma escavadora, mamã!

 

(Pimba! lá vem outra vez a conversa dos meios de transporte, percebem o que eu quero dizer?)

 

Continuo a história...

 

- Não. Fizeram a casa à mão. Um dos porquinhos fez a casa com palha...

- E palha veio num trator! Brrum, brrummm!

 

(E pronto, lá foi ele buscar um trator para fazer de conta que trazia palha...)

 

- Sim, veio num trator. E o outro fez a casa com madeira. 

- Vou buscar um camião para levar a madeira... 

 

(E é mais ou menos isto... Não vou continuar a história porque acho que já deu para perceber a lógica do meu raciocínio)

 

Ás vezes aborrece-me um pouco que todas as brincadeiras acabem sempre com os carros. Temos imensos briquedos sem ser carros mas o Vasco pouca atenção lhes dá.

 

Por isso, tomei uma decisão radical que já está a ser posta em prática:

durante uma semana não vai haver carrinhos cá em casa.

 

Arrumei os carros todos num saco e coloquei no armário do escritório. Deixei ficar apenas 5 miniaturas para o Vasco "matar a sede" quando estiver assim para o desesperado.

 

Então o que é que ficou?

Ficaram legos, puzzles, livros para colorir, tintas para pintar, jogos, as tintas de água (coisa espetacular que descobri recentemente),  e tantos outros brinquedos. Aceitam-se sugestões!

 

Fui ao Jumbo e renovei o nosso stock de livros infantis e estamos a ler um desses livros por dia. Aproveito para dramatizar a história e um dia destes vou ver se construo com ele umas marionetas. Hoje de manhã estivemos a ler um livro do "Rato Renato" e o Vasco achou piada. Por isso vou comprar-lhe toda a coleção.

 

Para já está a correr bem... Claro que no primeiro dia, o Vasco perguntou pelos carros e praticamente se enfiou dentro da caixa dos brinquedos à procura deles... Entretanto, passou-lhe.

 

Com esta medida espero distrai-lo um pouco da sua divertida obcessão e mostrar-lhe que existem outras brincadeiras fixes que ele pode fazer sem andarem necessariamente à volta dos carros... 

Para mim também está a ser ótimo... Porque o Vasco adora que eu brinque com ele e, confesso, já não aguentava mais o tédio!

Perdi a conta às vezes em que já simulei ser um carro que tem um acidente e é socorrido pelo "tinoni"... Isto acontecia mais de 20 vezes por dia (não estou a exagerar)

Mães de rapazes, sei que me entendem bem, eh eh...

Vasco... perdoa-me por esta semana sem carros! Para a semana se a coisa ficar preta, voltas a ter o teu arsenal cá em casa. Entretanto, vamos ao parque, vamos à praia, vamos conhecer o mundo e... brincar com outras coisas.

A mãe agradece... 

 

 

 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me também em

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D