Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Ele quer fazer tudo o que o mano faz...

Setembro 03, 2019

O Triângulo Perfeito

...e isso só nos facilita a vida. 😀 

Lembro-me que foi um 31 fazer o Vasco gostar de lavar os dentes. Comprámos ene escovas de bonecos, pastas dos dentes do faisca e o diabo a quatro...

Com o Xavier foi super fácil porque ele quer imitar o irmão em tudo!

Quer brincar com brinquedos do mano (despreza totalmente brinquedos de bebé), quer comer o mesmo que o mano e até já aprendeu a beber de palhinha! Já mostra interesse na colher e quer espetar o garfo na carne... e quanto aos dentes ficou super feliz quando lhe dei uma escova.

Agora é o máximo vê-lo a subir o banquinho para escovar os dentes tal como o mano. Já houve brigas por causa do banquinho por isso acho que vou ter que comprae outro!

69621517_1004173263258547_6566372664728879104_n.jpg

Fiel à pediatra

Julho 26, 2019

O Triângulo Perfeito

Por razoes que um dia explicarei, o Vasco e o Xavier têm pediatras diferentes. Gostamos de ambos, os dois são excelentes profissionais e não nos passa pela cabeça optar por um ou por outro. Por isso vai ficando assim. 
Confiamos tanto no julgamento destes pediatras que somos capazes de andar quilómetros para os apanhar numa consulta. 
Foi o que aconteceu ontem. O Xavier andava doente, e após 3 dias de febre decidimos que estava na altura de ir ao hospital. A pediatra dele não estava a dar consultas na unidade hospitalar mais perto de nós, mas estava em Alfena a 35km. Depois de analisarmos se valia a pena a viagem (a alternativa era ir às urgências ou marcar consulta com outro médico) concluímos que valia a pena o esforco de irmos a alfena.

Por isso ontem lá fui eu, de GPS ligado para não me perder e com um puto aos berros no banco de trás. Foi... difícil... mas valeu a pena. 
Saí do consultório mais descansada o que poderia não acontecer se tivesse outro médico.

Somos fieis aos amigos, aos amores e aos objetos. E também aos pediatras.

Faz sentido andar tanto para ter uma consulta? Para nós, faz. 
Abraço!

12 meses de amamentação

Julho 16, 2019

O Triângulo Perfeito

Nunca pensei que chegasse tão longe. Com o Vasco, filho mais velho, o aleitamento materno durou até aos 4 meses apenas, por isso pensei que com o Xavier também ficasse por aí.
Mas enganei-me. O Xavier continua a gostar de mamar e não me parece que vá deixar tão cedo. 
Já conseguimos que acorde apenas uma vez durante a noite para "matar o vício" o que para nós é uma grande vitória. 
Parece que não, mas com ele a mamar apenas a meio da noite (em vez de 2 ou 3 vezes como antigamente) já consigo dormir quase 5 horas seguidas. 
Um luxo! 

O Xavi mama ainda ao pequeno-almoço e à noite antes de se deitar. Portanto, num dia normal são 3 vezes. 
Quando está mais doentinho ou aborrecido com alguma coisa, pode eventualmente aumentar a dose como forma de se acalmar e ter um miminho extra, mas a tendência tem sido para ir deixando durante o dia.
Longe vão os meses em que eu tinha que andar sempre a dar de mamar (chegava a ser de 30 em 30 minutos!). 
Foi benéfico para o bebé, sem dúvida, mas muitooooo desgastante.

Agora, as coisas começam a acalmar, mas ainda me sinto muito cansada, como reflexo de tantos meses sem dormir. 
Este ano que passou foi dos mais exigentes da minha vida a nível físico e agora sinto que vou precisar que passe pelo menos mais um ano para me restabelecer do impacto.

Ter dois filhos seguidos é dose. Não me arrependo porque agora estou a colher os frutos e começa a ser muito divertido, mas a verdade é que este último ano foi uma prova à minha capacidade física e mental. 
Estou a precisar de um SPA, de uma massagem, de fazer um check up médico geral (fazia sempre nesta altura do ano e agora não tenho tempo), de fazer umas caminhadas...

E é sempre a adiar...
Para quando?
Falta-me tempo. E sobram-me cabelos brancos...

IMG_2061.JPG

 

Uma vez mais... os avós!

Junho 22, 2019

O Triângulo Perfeito

Neste momento, estamos os quatro doentes cá em casa. Eu e o Vasco com enjoos e vómitos. Xavier e Zé estão brancos como a cal e têm intestino totalmente desregulado. A noite foi para esquecer, tivemos que mudar 3 vezes a cama ao Vasco e a nossa casa de banho parece saída do filme "exorcista".
É o caos! 

É um bocado complicada a nossa situação. Normalmente, há um dos adultos que está bem, mas desta vez, nem eu nem o Zé estamos em condições. Por isso, hoje de manhã (e porque ainda por cima vou dar explicações a um menino que vai ter exame brevemente) tivemos uma vez mais que recorrer à nossa REDE DE SUPORTE: os avós!

É neste momento que cresce a minha admiração pelas pessoas que, infelizmente são obrigadas a criar os seus filhos sozinhas.

Pais e mães solteiras/divorciados... casais que vivem longe dos pais e dos sogros... pessoas que por falecimento dos pais têm que lidar com tudo sozinhos... vocês têm todo o meu respeito!!!

É claro que, se não existissem os avós, lidaríamos com esta situação e encontraríamos alternativas para resolver o assunto. Mas seria muito mais difícil, reconheço. Ter os dois miúdos a chorar, um para cada lado e a irem alternadamente ao WC para "descarregar" os vírus... não é fácil.

Por isso... obrigada avós do Vasco e do Xavier por estarem desse lado! 
Um beijinhos enorme para todos os avós deste mundo. E uma vénia grande a todas as mães e pais que, por razões diversas, são obrigadas a viver sem esta rede de apoio!

Más memórias...

Maio 30, 2019

O Triângulo Perfeito

Quando o Vasco tinha 11 meses contraiu uma doença chamada "Roséola", também chamada de "sexta doença".

Não... não me enganei... não é Rubéola. Essa doença também existe, mas não foi a que o Vasco teve. 

A Roséola manifesta-se por febres altas muito repentinas, durante 3 a 4 dias, acompanhadas por pequenas manchas rosa na barriga, peito e costas, que ficam mais claras quando se toca. 
As manchas são bastante diferentes das manchas da varicela e de outras doenças, o que ajuda a diagnosticar melhor o problema.

O Vasco ficou muito debilitado com este problema (e nós, super assustados, porque tinha febres altíssimas) e teve mesmo que ser internado durante 4 dias.

Embora seja uma questão viral (é o mesmo vírus do herpes) logo cura-se sem antibiótico, os médicos queriam ter a certeza que estava tudo ok antes de darem alta.

Hoje, lembrei-me do assunto porque estive a passar a ferro um pijama para o Xavier usar e de repente lembrei-me que aquele era o mesmo pijama com que o Vasco estava na noite em que foi internado.

Há roupas que nos trazem boas recordações. Este pijama, por acaso, é o contrário. 
Espero que não traga "azar" a esta casa. A verdade é que o Xavier está agora a fazer 11 meses, mesma idade que o mano quando contraiu a Roséola. Uiiii.

Hum... se calhar não vou usar o pijama. Pronto. Já decidi! 

61514394_936072800068594_8423488215389831168_n.jpg

 

Adivinhem quem já tem 1 dentinho!

Março 23, 2019

O Triângulo Perfeito

Ser mãe é... dar importância a assuntos que não significam nada para os restantes mortais. E um desses assuntos é a dentição dos nossos filhos! O que significa o nascimento do primeiro dente? Aparentemente, este acontecimento pouco terá de relevante. A não ser para nós, mães babadas e completamente apaixonadas pelas nossas crias. Pois é... o Xavier já tem um dentinho. Descobri na sexta-feira quando fui busca-lo à escola. É engraçado que, nos últimos tempos, acontecem coisas engraçadas à sexta-feira. Uma dessas foi o dizer "da-da" - também começou numa sexta-feira. Vou ficar atenta às próximas sextas... é uma espécie de follow friday em formato bebé.

IMG_1762 (1).JPG

DISSERAM QUE O NATAL TINHA CHEGADO À CIDADE

Dezembro 04, 2018

O Triângulo Perfeito

Que havia luzes de mil cores.
E que as ruas estavam enfeitadas.
E que havia um carrossel. E meninos a brincar.

Mas naquele quarto não havia Natal.
Só luzes fluorescentes
E paredes brancas
E um menino a chorar para fora.
E uns pais a gemer para dentro.
E dor. Muita dor. A toda a hora, a toda a hora.

 

Disseram que o Natal tinha chegado à cidade.
E havia balões e pipocas e algodão doce.
E um circo. E as ruas cheias de gente.
E havia música pelo ar.

Mas ali não havia natal.
Só agulhas e seringas. 
E remédios para tudo.
E um circo de médicos. E o corredor frio.
E o silêncio mudo. 
A toda a hora, a toda a hora.

 

Disseram que o Natal tinha chegado à cidade.
Que havia um homem a fazer Ho, Ho, Ho!
E um combóio pequenino
e um ringue para patinar.

Mas ali não havia Natal.
Só um menino a dizer "Dói, Doi".
Sem dormir e sem comer.
E os pais cansados sem saber
o que fazer.

 

Mas de repente tudo mudou.
O remédio fez efeito, a dor passou.
Acabou-se o choro, descansaram os pais.
Tirou-se a agulha, acabaram os ais.

O menino deixou de agarrar a barriga
e com olhos brilhantes... sorriu!
Iluminou-se aquele quarto de hospital.

 

E foi nesse sorriso e nesse instante 
que para aquela família
o mundo se iluminou.
E finalmente (oh, e finalmente!) se fez Natal...

 thumb_menino-na-cama-do-hospital.jpg

 

Pareces o cão da tia Cila

Dezembro 03, 2018

O Triângulo Perfeito

Digam lá que não gostavam de começar o dia a ouvir estes "miminhos"? 

Como sabem esta semana foi um pouco caótica para a nossa família. Primeiro o Vasco que esteve internado, depois o Xavier com gastroenterite. 
Os nossos dias foram uma loucura, e sei que estive mais tempo sem lavar a cabeça do que aquilo que é recomendado porque sinceramente... não tinha tempo...

No dia em que decidimos levar o Xavier à pediatra, estou quase a sair de casa quando o marido me atira:

- Ui... vais assim? Pareces o cão da tia Cila!
- Pareço como? Fofinha e meiga como o cão da tia Cila?
- Não... despenteada mesmo. E com o cabelo cheio de azeite. Como o pêlo do cão da tia Cila. É mais isso.

Escusado será dizer que voltei para trás e fui lavar o cabelo à pressa.

A ser cão, que seja um cão de água daqueles todos chiques. Como o cão do Obama, ou assim.

Só vos digo uma coisa... mãe sofre... 

096c2a09c41fa997c62f162afa36c48d.jpg

 

 

Por esta não esperava...

Novembro 30, 2018

O Triângulo Perfeito

O Xavier tem-se revelado um valentão. Um bebé saudável como tudo, simpático e bem desenvolvido.

Infelizmente, o nosso El Dorado terminou hoje. O Xavi apanhou a gastroenterite que, há cerca de uma semana o mano mais velho "trouxe" do infantário e... estamos a caminho do hospital.

O meu bebé tem febre e vomita o leite quase todo. É um desespero vê-lo assim. 

Têm sido dias difíceis para a nossa família. Ora fica um doente, ora fica outro. 

Precisamos todos de um pouco de paz e descanso.

Fica bom depressa, Xavi! Queremos ver de novo o teu sorriso! :(

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me também em

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D