Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

A super Vassoura!

Novembro 02, 2019

O Triângulo Perfeito

Quando o infantário me pede para realizar uma atividade mais artística, eu entro em pânico porque nunca tive jeito para trabalhos manuais.
Desta vez foi pedida uma vassoura de bruxa para levar para a escola e devo dizer-vos que estou muito orgulhosa!
Depois de duas horas à volta de paus, arames cola e tecido... saiu isto.😀

75233900_1050789195263620_1012603729045618688_n.jpg

75625512_1050789245263615_6417006286428176384_n.jpg

Não será a vassoura mais gira da escola, mas poderá ser eventualmente a mais original.
Para dar solução aos problemas de trânsito das bruxas, agravados por circularem à noite... instalei luz led na vassoura.
Prémio de todo este stress? Um miúdo verdadeiramente eufórico por ter uma vassoura que dá luz! ( aqui neste post só consegui colocar fotos mas há aqui na página de facebook deste blog há um vídeo da vassoura em ação já com a luzes ligadas! )
#amaepodetudo #abaixoosscidentesnocéu #bruxasiluminadas #supervassoura

O nosso Halloween!

Novembro 02, 2019

O Triângulo Perfeito

Todos os anos tenho que pensar muito bem se faço ou nao um jantar de halloween. Vem sempre no final de um dia de trabalho e o tempo para preparar tudo não é muito. Mas a excitação antecipada do Vasco acaba por convencer-me!

73006583_1051538995188640_619564816452812800_n.jpg

Ele adora tudo o que se relaciona com o Dia das Bruxas, desde o tema em si, às máscaras, às abóboras assustadoras, às comidas... e gosta muito de juntar os amigos em sua casa.
Este ano, convidámos ainda mais gente, o que significa mais adultos e mais crianças. Rapidamente percebi que não íamos caber todos na mesa grande, por isso coloquei uma mesa extra na sala só para os miúdos. Decorámos tudo com a tematica de halloween ( confesso que podia ter feito algo mais giro mas não tive tempo) e preparei as comidas

75424634_1052552321753974_3817151316736606208_n.jpg

Decidi fazer massa a bolonhesa para os pequenos e massa com gambas ou cogumelos para os adultos. Preferi não arriscar e deixei os petiscos de halloween para as entradas e sobremesas. Fiz ainda sopa.
Pus os miúdo da festa a fazerem as suas próprias pizzas de monstrinhos e eles adorararam!
Tudo feito em casa, só a massa é que era pré feita (comprei-a no aucham e era top!).

73315839_1052552408420632_496035127453810688_n.jpg

74216705_1052552241753982_3572852082291507200_n.jpg

Para sobremesa tinha tocas de minhocas, monstrinhos de chocolate e espetadas de fruta.

74323569_1052552461753960_7491033961976561664_n.jpg

74843429_1052552378420635_406501826884534272_n.jpg

75388278_1052552498420623_753312120979849216_n.jpg

Os miúdos fartaram-se de brincar e os adultos tiveram um bom serão de risos e conversa.
O Xavier, apesar de ser ainda muito bebé, andava atrás dos outros muito contente e só no fim da noite é que começou a ficar mesmo chatinho.
Deitamo-nos todos mais tarde que o normal, mas as coisas nunca mudam cá em casa... o Xavier às 6.30 já estava pronto para começar o dia e só o Vasco aguentou um pouco mais na cama!
Resumindo... estamos cansados! Mas para o ano há mais!

 

Amanhecer com doçura

Outubro 27, 2019

O Triângulo Perfeito

Nem sempre é possível. Por exemplo, se o irmão mais novo acordar primeiro torna-se impraticável. Mas há uma coisa que o Vasco gosta muito de fazer logo ao acordar... sabem o que é?
Gosta de ir para o sofá da sala com o seu peluche favorito e ficar lá deitadinho comigo a receber os primeiros miminhos e festinhas do dia. Os dois deitadinhos com o cobertor por cima a fazer de toca. Muito bom!
Reparo que ele fica muito mais bem disposto e tranquilo quando o dia comeca assim. Tenho pena de não lhe poder proporcionar estes mimos no sofá todos os dias. Mas se o mano acordar primeiro é cada filho a puxar para um lado e a verdade é que não se consegue dar 100 por cento se atenção aos dois.
Como gostam de acordar os vossos filhotes? Quais são os vossos rituais? 💕

E chegámos ao norte...

Agosto 15, 2019

O Triângulo Perfeito

Cansados, mas cheios de memórias felizes para recordar. Com um baú a abarrotar de experiências, corpos mais bronzeados e já com saudades dos banhos de piscina e de mar.

Chegámos ao norte que nos recebeu ventoso e frio, só para lembrar que aqui a vida continua igual.

Chegámos ao lar já conhecido, aos velhos móveis, aos brinquedos que ficaram esquecidos. 
Demos um afago à gata que também passou férias de nós e andou a reinar pela casa toda como imperadora de um território imenso.

Agrademos mentalmente à Luísa, que nos tratou do bichinho durante estes dias (thanks, miga!), ignorámos as malas por desfazer e fomos matar saudades de cada divisão desta casa que fizemos nossa.

Xavier dormiu finalmente uma noite santa, e não tivemos que ir passeá-lo às 6 da manhã. Vasco quis ficar a dormir em casa da avó e abraçou-se a ela como se não a visse há um mês.

Os adultos ficariam muito mais tempo no longínquo Algarve, mas os filhos enviam sinais de que aqui é que pertencemos.

Resta-nos concordar e iniciar sem stress a vida normal. 
Hoje o sol desenhou-se tímido na janela do meu quarto, mostrando que não vale a penas ficar nostálgica. Aqui no Minho também há dias de luz.

As viagens não são feitas apenas de idas, mas também de regressos. 
E nós chegamos ao nosso destino.

IMG_2858.JPG

 

 

Era bom, mas acabou-se...

Agosto 13, 2019

O Triângulo Perfeito

E assim termina a nossa semana de férias no Algarve. A semana com que sonhåmos todo o ano. A semana que nos fez aguentar os dias de inverno, as reuniões, as horas de trabalho, o cansaço deste primeiro ano como pais de dois filhos.
Foi bom. Foi excelente... E como tudo o que é bom, passou tão rápido!
Fizemos praia, piscina, e tivemos ainda tempo de reencontrar velhos amigos. Carla Amaro, foi tão bom rever-te passados 13 anos! Que este reenxontro se torne uma tradição das nossas férias de verão é o que mais desejo!

E agora? Agora é tempo de fazer as malas, dar um ultimo mergulho na piscina, aproveitar o almoço porque em breve volto à vida normal e tenho que cozinhar todos os dias... 
É tempo de rumar a outras paragens. Évora, cá vamos nós... 
Mas vamos ter muitas, muitas saudades deste lar que nos acolheu tão bem durante estes dias.
Claro que o hotel tem pequenas falhas (posso falar delas se alguém estiver interessado).
Claro que nem tudo foi cor de rosa. Claro que acordar todos os dias as 6 da manhã ppr causa do Xavi, não foi propriamenre engracado. Claro que houve birras e desatinos. Mas tudo faz parte. E sinto que terminarmos esta semana muito mais alinhados do que quando chegåmos.

Para quem eventualmente achar que me excedi nas fotos ou nas descrições... perdoem-me. Não é vaidade, mas apenas a minha grande felicidade a falar. E este blogue é também um diário da nossa vida, para mim faz todo o sentido mostrar as imagens dos locais por onde vamos passando!

No ano passado, não houve ferias para ninguém. E ests ano, nem um fim de semana fora de casa passåmos. Apostamos muitas fichas nesta semana no Algarve, é certo, porque foi um ano muito, muito difícil e acho que merecemos todos este miminho. 😀

ABRAÇO

IMG_2783.JPG

 

IMG_2786.JPG

 

IMG_2772.JPG

 

IMG_2794.JPG

IMG_2795.JPG

IMG_2796.JPG

IMG_2824.JPG

 

IMG_2830.JPG

IMG_2837.JPG

IMG_2887.JPG

IMG_2875.JPG

IMG_2854.JPG

IMG_2862.JPG

IMG_2864.JPG

 

Do minho ao algarve... uma aventura!!

Agosto 05, 2019

O Triângulo Perfeito

Pois bem...agora que tenho algum tempo aqui vai um resumo dos 500 km até terras Algarvias.

-Os miúdos foram uns anjos até Lisboa. Viagem sossegadinha, com paragem no Portugal dos Pequeninos. Calor tórrido em Coimbra, Vasco gostou de ver as casinhas do Portugal dos Pequeninos, mas quando estava a começar mesmo a adorar tivemos que ir embora porque o Xavier estava chatinho (embirrou com o portão de uma casa e não quis fazer mais nada na meia hora seguinte, senão abrir e fechar o dito portão).

- Em Lisboa jantámos com a tia Tatá, aquela tia de 90 anos toda moderna de que já vos falei. Também fomos ao oceanário, mas vou deixar isso para outro post.

Fomos a um restaurante tipo industrial que fica perto da casa da tia Tatá, chamado Restaurante 'A Valenciana'. Era enorme, diz a minha tia que servem para aí 800 refeiçoes por dia! Apesar de ser grande a comida era ótima, pratinhos simples tradicionais,mesmo o que estávamos a precisar. A malta de Lisboa já deve conhecer o sítio, mas para o pessoal do norte é sempre bom saber onde se pode comer fixe em Lisboa.
A empregada Verónica foi super simpática e arranjou-nos um local sossegado, onde os meus miúdos puderam estar à vontade.Obrigada!

- A viagem de Lisboa até ao Algarve foi um horror, nem dá para definir, mas vou tentar!  
Filas de trânsito e miúdos pareciam possuídos pelo demónio. Basicamente, foi isto.
Tivemos que parar algumas vezes para acalmar os ânimos.... Parecia que escolhíamos as estações de serviço a dedo, pois estavam todas em obras e o pessoal lá todo com ar trombudo (nós incluídos) por causa do calor, falta de espaço e filas nos WC. Ao todo, numa estação de serviço contei 50 pessoas todas amuadas. Nem um sorriso... pudera! 

Quando os miúdos adormeceram, lá para os lados de Odemira, eu vi o céu!! E quando finalmente chegámos ao hotel,as minhas tensões finalmente regularizaram...

Pronto e agora vou parar aqui e postar umas fotos! Acho que é isso que a malta dos blogues faz! 
Abraços!!

 

 

IMG_2649.JPG

 

IMG_2656.JPG

 

IMG_2674.JPG

IMG_2701.JPG

 

IMG_2674 (1).JPG

 

IMG_2676.JPG

 

De birra em birra... até à escola!

Julho 22, 2019

O Triângulo Perfeito

Como sabem, durante os meses de inverno e primavera, foi o pai a levar o Vasco à escola. 
Devido ao frio e à chuva, eu ficava com o Xavier em casa para ele não se constipar.

Quando o Xavi começou a ir à creche, decidimos num momento inicial manter o esquema (ou seja, o pai continuar a levar o Vasco, levando eu o Xavier um pouco mais tarde). 
Isto porque Xavier era (e é) amamentado e eu precisava de ter alguns momentos de tranquilidade com ele antes de o levar.

Entretanto, o Xavier foi crescendo e começou a ser cada vez mais fácil gerir as coisas para levar ambos à escola ao mesmo tempo, 
Já consigo deixar o Vasco entretido na sala a brincar com legos e carros, enquanto amamento o Xavier. E já consigo que o Xavier fique tranquilo no tapete, enquanto visto o Vasco.

Por isso, desde maio, comecei a leva-los aos dois ao mesmo tempo ao infantário.

Só há um pequeno "mas"... 
É que o Vasco estava super habituado às rotinas do pai e às brincadeiras dele logo no início da manhã. E eu, mesmo que tente, não consigo "imitar" esses rituais. E é aí que começam as birras...

Logo que acorda, o Vasco chora porque quer o pai. Vou -lhe explicando que o pai foi trabalhar, mas parece que quanto mais falo, mais ele fica rabugento.

Depois, chora porque quer fazer chichi. Mas depois já não quer, mas depois quer, mas depois não quer... ufff! Isto tudo, com o bebé Xavier atrás de mim a agarrar-se às minhas pernas!

Operação chichi concluída, vem a parte do pequeno-almoço. E é o leite que está muito frio, ou está muito quente ou tem poucas bolachas, ou esmaguei as bolachas quando era ele que as devia esmagar... nesta fase, confesso, já estou a bufar por todos os lados... 

E depois sempre aquela conversa... que o papá faz assim, e com o papá era assado, e o papá mete o urso ao lado dele na cadeira, e o papá veste-o na sala.... help!!

Terminado o pequeno-almoço vem o lavar da cara e dos dentes. Graças a Deus que nesta parte não existe nenhuma "tradição do papá" senão estava frita.

Segue-se o suplício da roupa. 
Quando o pai o levava eu deixava a roupa já escolhida no dia anterior. A roupa ficava em cima da cómoda e o papá só ia lá buscar os conjuntinhos.
Agora, não sei porquê... não funciona! Quer ser ele a escolher tudo, nega as minhas escolhas, enfim...

Com este drama todo, o bebé Xavier acaba por ficar um pouco "esquecido". Passa aquele tempo todo a correr atrás de nós, a tentar ter um pouco de atenção e começa a ficar frustrado com a ausência dela.

Confesso que quando os entrego a ambos na escola, respiro de alívio. E nesse momento estou mais que pronta para me sentar uns 15 minutinhos a desfrutar de um café quente.

A verdade é que no caminho para a escola, o Vasco já vai todo bem disposto e a tagarelar. Já brincamos, rimos e cantamos músicas. E pronto, fica tudo bem.

Mas ainda tenho muito que penar para conseguir atingir o "nível de excelência"do papá. 
Creio que neste momento, para o meu filho ainda só estou assim num "satisfaz +" no que toca à logística das manhãs de escola. 
Mas continuo a tentar 

Tenho a certeza que em breve, as rotinas voltarão a ser simples. O tempo vai ajudar!

44043534_1973443139345554_3790886346181050368_n.jpg

 

Coisas simples

Julho 11, 2019

O Triângulo Perfeito

A avó Licas tem um jardim enorme que pede uma piscina a condizer. Infelizmente, este ano não tivemos plafond para uma estrutura maior e acabámos por comprar uma insuflável de tamanho pequeno.
Estávamos um bocado preocupados, sem saber se os miúdos iriam achar piada a uma piscina tão pequena, mas chegámos à conclusão que para os putos, desde que haja água já é uma festa!
Se soubéssemos disso antecipadamente tínhamos era regado toda a gente com a mangueira lá do jardim... e... estava feito!


Brincadeiras na piscina no aniversário do Xavier!
Mais uma diversão num dia em grande!!

Quero rechear a vida dos meus filhos, mas também dos convidados com boas memórias. E às vezes é com coisas simples que se consegue superar o desafio 

IMG_2506.JPG

 

Nós gostamos de casamentos e batizados...

Julho 08, 2019

O Triângulo Perfeito

Há pessoas que odeiam ir a este tipo de festas, e que fazem literalmente um frete para participar. 
Nós somos da equipa contrária. Adoramos uma boa party, seja esta de índole religiosa ou não.

Tirando a logística de organizar tudo na parte da manhã (lavar e vestir miúdos, levar mudas de roupa, meter máquina fotográfica, sair de casa cheios de tralha) divertimo-nos sempre imenso!

No sábado foi o batizado do primo Manuel. Posso dizer que foi um dia em cheio para todos.

Gostamos de estar presentes nos momentos importantes dos amigos/família e este não foi exceção.

Para além do convívio e da boa comida, houve tempo para rir, conversar e dançar.

Os miúdos também tiveram direito a muita diversão, com a ajuda de uma equipa de animação (Dalifestas, de Braga) que esteve no recinto (e que, por coincidência foi também a empresa escolhida para colocar o insuflável na festa de anos do Xavier no dia seguinte)
Houve insuflável, houve pinturas faciais, houve figuras da Disney a passear no recinto, houve balões...

Nunca pensei que o Vasco gostasse de pinturas faciais, mas ele fez e adorou!
Já o Xavier aproveitou o dia para treinar o seu novo talento: andar a pé!

À noite regressámos a casa estafados, mas muito... muito felizes!

São dias assim que ficam para a história. Parabéns Manuel e parabéns aos seus papás que organizaram uma festa espetacular!

IMG_2460.JPG

 

IMG_2464 - Cópia.JPG

 

IMG_2390.JPG

 

IMG_2392.JPG

 

IMG_2437.JPG

IMG_2436.JPG

IMG_2397.JPG

IMG_2404.JPG

IMG_2411.JPG

IMG_2419.JPG

IMG_2423.JPG

IMG_2405.JPG

 

Fez um ano...

Julho 05, 2019

O Triângulo Perfeito

Que dei à luz mais um filho.
Que renasci como mãe.
Que percebi que o amor de mãe não se divide: multiplica-se!
Que lambi as feridas do parto anterior e curei todas as mágoas que tinham ficado por sarar.
Que me senti mais forte, mais capaz,
dona do meu destino, empoderada...
Que dei inicio a uma nova vida, com trabalho a dobrar, noites sem dormir, mas alegrias a triplicar
Que percebi finalmente a dor e a culpa, e a frustração e a ansiedade.
de não conseguir ter tempo para tudo. Tempo para todos.
A sensação de não ter braços que cheguem para amparar quem de mim precisa. Nem colo que chegue, nem palavras que cheguem para explicar que,
apesar de tudo ter mudado... 
nada mudou.
Faz hoje um ano que nasceu mais um amor na minha vida.
Mais uma razão para amar a vida, para estar aqui. 
Xavier. A outra âncora no meu barco,
Mais uma amarra que não me deixa andar à deriva. 
Por cada filho que nasce fico mais perto de entender isto tudo. 
O ciclo da vida, o sentido de cá estarmos. 
Em cada sorriso de um filho nasce uma explicação. 
E a certeza que o mundo até pode ser um lugar muito estranho, 
mas é tão bom andarmos por cá!

IMG_2322.JPG

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me também em

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D