Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Junho 17, 2019

O Triângulo Perfeito

Quando o Vasco era filho único, eu e o pai alternávamos nas idas ao infantário: nuns dias da semana era eu que levava o Vasco à escola e, nos dias em que o meu horário não o permitia era o Zé que o levava de manhã.

Mas entretanto o Xavier nasceu e as rotinas mudaram. Nos primeiros meses, como estava sol ainda fui eu a levar o Vasco (o xavier fazia a viagem comigo mas depois regressava , pois ainda não andava na creche) e tinha a ajuda dos avós na hora de ir buscar.

Por volta do mês de novembro começaram as chuvas e o frio e achei que era um absurdo tirar o Xavier de casa com aquele tempo. Isto para não falar da logística de tirar os dois do carro no meio do temporal. Havia sempre alguém que se molhava e era um stress.

Assim,nos últimos meses, decidimos que o Zé ficaria responsável por levar o Vasco e eu, um pouco mais tarde,levaria o Xavier.

Tornou-se mais simples porque assim ..."descarregavamos" um filho de cada vez. Para além disso, como amamento o mais novo, podia usar aquela hora sozinha com ele em casa, para dar de mamar sossegada sem ter o Vasco sempre a chamar por mim e a interromper.

Não pensem contudo que foi uma decisão fácil de gerir. Não pensem que não me custava ver o Vasco a sair de casa as 7.30, quando o irmão apenas saía às 9horas. E nos dias de chuva e frio ainda me sentia pior.

Mas nunca tentei ser uma super mãe. Não sou uma heroína, faço o melhor que posso. O primeiro ano da vida de um bebé é muito cansativo e temos que tomar algumas decisões complicadas. Para facilitamos um pouco a nossa vida e não perdermos a sanidade mental.

Neste momento, já não chove aqui no norte e levar os dois à escola tornou se uma tarefa mais fácil. Por isso as rotinas mudaram novamente !

Agora voltei a levar os dois à escola e o Vasco já não acorda tão cedo. Ele está mais feliz e eu sinceramente também. Assim como mais aliviada por a vida estar a regressar à normalidade...

Fevereiro 04, 2019

O Triângulo Perfeito

O Vasco pediu-me para ir à arrecadação buscar alguns brinquedos da minha infância. Isto porque aqui há tempos contei-lhe que tinha lá guardadas coisas minhas.

Um dos brinquedos que guardei com mais carinho foi a "piscina tropical da Barbie". 
Foi a prenda do meu 9º aniversário, já lá vão 30 anos, xiiii!

É uma estrutura e tanto. Cheia de peças e de detalhes giros. Eu adorava aquela piscina!!

Depois de o ajudar a montar a piscina no tapete da sala (estava cheia de teias de aranha e de pó) aqui a espertalhona teve uma brilhante ideia:

- E se colocássemos água verdadeira dentro da piscina?!

É íncrivel, como a mãe consegue ser mais infantil que a sua cria, não é? 

Claro que o Vasco adorou a ideia. Portanto, vai de pegar na piscina e levar para a casa de banho.

Tudo correria bem se.... trimmmm!!!

O senhor da lavandaria que nos passa a ferro tocou à campainha.

Abandonei o Vasco uns minutinhos no WC (a sério mãe que ainda fazes essas asneiras?) para atender o senhor à porta.

Recebi a minha roupa passada... entreguei roupa para passar... olhando sempre de soslaio para o WC onde me parecia que estava tudo bem.

Mas não estava.

Assim que entrei na minha casa de banho, percebi que o Vasco estava todo molhado, o chão estava todo molhado, as portas estavam molhadas, o tapete estava todo molhado.... HELP!!

Sim, o Vasco tinha decidio "encher" a piscina da Barbie sozinho. A piscina encheu e.... transbordou....

- Mamã, olha! Já tenho água na piscina!!

Claro que sim... e água em todo o lado também.

Foi limpar tudo, com muitos berros à mistura!!

- Pronto, mamã. Não te zangues! Eu não faço mais asneiras!
- Ótimo! Espero que tenhas aprendido a lição! Eu tinha-te dito para esperares por mim...

Olhos arrependidos, mas... sol de pouca dura 

Quando dei por ela, o Vasco estava com os toalhões que eu tinha usado para absorver a água do chão... na sua boca. A sugar!!

- Olha para mim, mamã! Tenho um chupa-chupa de toalha!!

Agora digam-me: choro ou rio?

Dezembro 14, 2018

O Triângulo Perfeito

7222a452ec541acd8ecd5444ddb073af.jpg

Temos o hábito de contar uma história ao Vasco, antes de ele ir dormir. 

Não são histórias de livros; são totalmente inventadas por nós, com tudo o que de bom e mau isso pode trazer.

A história preferida do Vasco, nas últimas semanas, é aquela em que 3 cães (Jonhy, Micos e Boby) e uma gata (Mia) vão dar um passeio ao centro da cidade e andam no carrossel.

O Jonhy vai em cima de uma girafa, o Micos em cima de um cavalo, o Boby vai naquelas estruturas que estão sempre a girar e a Mia vai num camelo.

Há sempre uma altura em que o carrossel "avaria" e começa a andar depressa demais. Os animais caem em cima uns dos outros e o Boby (que era o que estava na roda) com a velocidade acaba por sair disparado e aterra dentro do comboio do natal. Esta é a parte da história que o Vasco mais gosta.

O Boby chama os outros animais e decidem andar todos no comboio de natal, que a dada altura se despista e parte uma roda.

É nesta etapa que entra o reboque da coleção do faísca mqueen (deve ter um nome, mas não sei qual é) que vai levar o comboio para a oficina.

Como já não há comboio, nem carrossel vão todos andar de patins para a pista de patinagem. Todos, menos o Jonny que tem medo e por isso fica a fazer de cão de guarda.

No fim, recebem um telefonema da galinha Cocoroca que diz que a tia Cila (dona dos cães) está muito preocupada e quer que eles regressem a casa para comer a sopa, porque já é de noite.

Como não têm meio de transporte para ir para a casa e já estão muito cansados, os animais telefonam à corujinha dos PJMasks e pedem para ir no carro voador dela.

Esta é a história mais fixe que eu posso contar ao Vasco, porque inclui todos os heróis da vida dele (animais, carros, PJMasks) em situações cómicas e divertidas.

Já tentámos contar a história dos 3 porquinhos e a história do patinho feio, mas não dá pica porque ele adormece sempre.

Ah era essa a intenção? Adormecer o miúdo?!

Pois. Se calhar era mesmo melhor ideia enveredar pelas fábulas e histórias de encantar...

Novembro 11, 2018

O Triângulo Perfeito

  Faz hoje 3 anos que...


... almocei no restaurante self service habitual, com a madrinha do Vasco e comentei que estava farta de estar grávida.

... passei a tarde a sornar em casa e baldei-me à última consulta pré-natal, porque já estava "farta de ser remexida e não acontecer nada" :)


... tomei um banho de imersão às 20h para ver se o baby ficava com mais vontade sair (foi a última vez que tomei banho de imersão até hoje. Depois do baby nascer nunca mais tive disponibilidade...)


... preparei um jantar delicioso de carne assada com batatas e comi castanhas de sobremesa. Fartei-me de comer, como se não houvesse amanhã, porque era o dia de. S. Martinho e havia que festejar!

 

...  rebentaram as águas enquanto via uma série no sofá (isto pelas 22horas)


... tomei banho de novo, maquilhei-me e fomos para o hospital super entusiasmados, por volta das 11 da noite.

 

O Vasco não nasceu neste dia, mas foi por pouco... :)

Pelas 00h02 do dia 12 de novembro, o nosso menino estava a conhecer este mundo fantástico e louco em que vivemos.


Faz 3 anos que vivi o meu último dia de mulher sem filhos.


Saí de casa como filha, neta e esposa. Mas quando regressei do hospital eu já era outra pessoa: já e
ra MÃE! ❤️❤️

Dia 11 de novembro vai ficar para sempre na minha memória. É o último dia antes da viragem. Não foi o dia em que o Vasco nasceu, mas foi o último dia... antes de tudo mudar.

 

Sigam-me também em

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D