Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

10 coisas que acontecem sempre no nosso Natal

Dezembro 28, 2018

O Triângulo Perfeito

1- Não esperamos pela meia noite para trocar os presentes, porque as crianças estão super ansiosas e nós estamos ainda mais entusiasmados que elas. Por volta das 23:30, o pai natal já está a chegar a nossa casa.

 

2- Ninguém se entende quanto à forma de o pai natal "aparecer". Uns querem que ele bata à porta e fuja; outros, acham melhor ele aparecer na sala e deixar os presentes no tapete ; outros, acham que o melhor é os presentes aparecerem junto ao pinheiro de natal no dia seguinte.

A última meia hora antes da chegada do Pai Natal é passada com os adultos a discutir em surdina sobre o melhor "método". Há sempre alguém que ganha a discussão e depois resolve-se tudo à pressa com o pai natal a vestir as roupas rapidamente e no meio de grande confusão.

 

3- Há duas iguarias que são sempre alvo de avaliação: o perú e o leitão. Nos anos em que se faz perú há sempre alguém que não gosta do tempêro ou do recheio. Nos anos em que se encomenda leitão, há sempre alguém que diz que está mal assado ou que o molho está fraco. Não há como evitar. É sempre assim :) Só o bacalhau é que está sempre ótimo. Valha-nos isso ao menos!

 

4- As crianças deixam um rasto de destruição pela casa. São só 3 miúdos mas parecem 20. A sala rapidamente fica intransitável. Arrumo a sala e eles vão desarrumar o quarto. Arrumo o quarto e eles vão fazer estragos para a cozinha. E vão passando de divisão para divisão sem interrupções. Isto é um hit dos nossos natais, eh eh.

 

5- Os primos pegam-se a cada 5 minutos. Ora estão muito amigos, ora estão aos berros e a bater uns nos outros. Nada a fazer. Faz parte do Natal.

 

6- Passamos dois dias a comer e a beber. Mesmo no intervalo entre almoço e jantar, há sempre alguém a petiscar. No dia 25 à noite a bebida mais pedida é... água das pedras!

 

7- As avós não querem que seja o pai natal a dar as prendas delas. Querem ter protagonismo eh eh. Por isso, dizem que o pai natal pode trazer tudo menos os presentes que elas compraram. 

 

8- Há sempre alguém que se queixa do vinho e sugere outra marca. No ano seguinte, compramos essa marca e... a mesma pessoa volta a queixar-se do vinho e a sugerir outra marca. Ufff!

 

9- Fazemos sempre uma atividade simbólica. Neste ano que passou, estivemos a desenfrascar os sonhos de 2016. Foi um momento giro! (para saberem em que consiste a atividade, cliquem aqui).

 

10- Quando toda a gente vai embora, no final do dia 25, eu e o meu marido deitamos as crianças e ficamos algum tempo na sala a relaxar. Encostamo-nos no sofá a apreciar o silêncio e a recordar os melhores momentos daqueles dois dias. Apagamos as luzes, deixando apenas o pisca-pisca da iluminação do pinheiro e a luz da estrelinha que está em cima do aparador. Abraçamo-nos e sorrimos na penunbra. Porque o Natal também é isto.

 

E quanto a vocês? Quais são as coisas que acontecem sempre no vosso natal?

Presentes de Natal: eles nem sempre gostam do que nós gostamos...

Dezembro 27, 2018

O Triângulo Perfeito

O Vasco pediu várias coisas ao "Pai Natal". Todos os dias surgia com uma ideia nova...

Percebemos, com o tempo, que alguns brinquedos eram mais vezes mencionados do que outros. Entre pais, avós, tios e padrinhos conseguimos adquirir alguns.

Ficou por terra o "carro gigante para eu andar lá dentro" porque ele já tem outros brinquedos do género e achámos que era mais do mesmo (para além do preço ser um estouro, né?)

E também não teve "o faísca que se espeta contra uma parede e entorta" porque só se lembrou disso dois dias antes quando a nossa paciência, tempo e plafond para prendas já se tinham esgotado.

Mas sabem o que eu acho mais engraçado nisto tudo? 

É perceber que os brinquedos que nós, pais, achamos giros, nem sempre colhem o interesse das crianças. E vice-versa!

Ora vejam lá:

- Supermala dos SuperWings e miniaturas: Esta foi a prenda das avós. O Vasco adorou e nós também. Porque o brinquedo é giro, versátil e tem qualidade a nível de materiais. Ou seja, é um brinquedo robusto que não se estraga assim tão facilmente e até eu me divirto a abrir e a fechar os aviõezinhos, kkk.

media.jpg

- Torre de Controlo dos PJMasks: Foi a nossa prenda para o Vasco. Ele fartou-se de pedir...  Muito honestamente, acho que o brinquedo não vale o dinheiro que se dá. Não é assim tão giro, as peças são pequeninas e quebradiças e é muita chato para montar. E o facto de termos partido logo na noite de Natal uma das peças-chave... não ajudou, eh eh. (Já comprei pistas melhores ao Vasco na loja do chinês) Portanto... nós pais, detestámos. E o Vasco? O Vasco adorou a pista!! Pronto... é o que interessa...

media (1).jpg

- Bicicleta da Patrulha Pata: Prenda da madrinha. Pensei muito honestamente que esta iria ser a prenda "Tcharam!! " Eu, pelo menos, iria adorar se me tivessem alguma vez dado um brinquedo destes.

Bicicleta gira, com rodinhas para andar no parque... Estou a lembrar-me dos meus tempos de miúda e do prazer que eu tinha em pedalar por aí fora... Nunca tive uma bicileta nova. Andei na bike do meu mano que era uma Órbita enferrujada e de cor amarela.

Portanto...

Avaliação dos pais: 20 valores.

Avaliação do Vasco: "Não quero andar/não consigo/estou cansado/não sei andar/não quero aprender/quero ir na minha moto jipe.

Não vou ter aqui nenhum ciclista profissional, acho que isso já deu para ver :))

169349_3_toimsa-bicicleta-patrulha-pata-12.jpg

(em atualização...)

 

Vestidos para o Natal 2018

Dezembro 27, 2018

O Triângulo Perfeito

É tão giro vestir de modo natalício!

Entre os verdes, brancos, vermelhos e dourados tão caraterísticos da época, este ano decidimos adotar o vermelho nas nossas indumentárias.

No dia de consoada, os manos Vasco e Xavier vestiram de igual. Como parte do dia seria passada no exterior, usaram uma camisola muito quentinha que comprei na Zippy:

 

IMG_1402.JPG

 

IMG_1403.JPG

 

(Ainda vou ver se ponho aqui a foto do mano Xavier que foi tirada com a câmara do telemóvel e não com a máquina fotográfica)

 

Para o dia de Natal, encontrei este conjunto matchi-matchi para pai e filho na Modalfa e achei que era super fofinho!

 

IMG_1434.JPG

 

Como o Xavier ainda é muito bebé e não havia camisas iguais para o tamanho dele, tentei encontrar algo dentro dos mesmos padrões. Fui ao nosso "Baú das Roupas" e encontrei este conjunto tão lindo que o Vasco usou em 2016 quando tinha 13 meses.

Ora, como o Xavier apesar dos seus 5 meses é um bebé super rechonchudo, o conjunto serviu-lhe perfeitamente (ainda estou incrédula, eh eh)

 

48415219_2069686446387889_8314286820758126592_n.jpg

49044831_2069686349721232_8069507593652928512_n.jpg

IMG_1449.JPG

Só por curiosidade, aqui está o Vasco em 2016 com as mesmas jardineiras (3º e 4º foto desse post)

Abraço!!

Prendas difíceis de encontrar

Dezembro 21, 2018

O Triângulo Perfeito

No ano passado, ele pediu um carro azul...

Andámos como doidos à procura do dito carro, já que por tradição de faíscas mcqueen e afins a maior parte dos carros para miúdos são vermelhos.

Encontrei o carro azul numa loja de carros em miniatura (daqueles colecionáveis que custam um dinheirão) e ficámos todos felizes. Um bocado mais pobres, mas felizes.

Chegou ao dia de Natal e estávamos ansiosos por ver a reação do Vasco ao desembrulhar a famosa prenda.

O Vasco olhou para o carro azul e... não lhe ligou ne-nhu-ma!!

Este ano, palpita-me que a história vai repetir-se.

Vasco quer o quartel general dos Pjmasks (ok, fácil de encontrar) e um carro da polícia que se transforma em pessoa.

Hã? Um carro da polícia que se transforma em pessoa?! Onde é que eu vou encontrar isso?

Por outro lado... será que me apetece andar quilómetros de um lado para o outro para encontrar o dito carro, sabendo que provavelmente ele não lhe vai ligar nenhuma no dia de Natal?

Procurar ou não procurar, eis a questão...

E se eu ficasse mas é aqui em casa quietinha, a curtir a chuva batendo nas vidraças? Protegida do frio, das filas e do trânsito infernal? ;)

Levante o dedo quem apoia esta ideia!

Sou o Elfo Doméstico do Natal

Dezembro 20, 2018

O Triângulo Perfeito

8706027-615x384.jpg

Sempre gostei do Natal. Adoro o convívio familiar, a ceia, os risos, o barulho, a confusão e... as prendas, claro! 

Mas ultimamente esta época tem perdido algum encanto.

Primeiro, porque já faleceram todos os meus avós e deixámos de fazer a consoada na casa da aldeia. Sinto falta daqueles Natais em que se juntava toda a família à volta da lareira. Eram Natais tão humildes, tão simples, mas que sabiam tão bem.

Segundo, porque tenho dois filhotes. Pelo que ouvi isto faz de mim oficialmente "adulta" portanto deixei de receber tantas prendas. A maioria das prendas vai para as crianças e até acho bem. Nada contra :)

Terceiro, porque para além de não receber prendas desde há uns anos que me transformei no "elfo doméstico do Natal" .

 

Lembram-se do Dobby, o elfo doméstico da saga do Harry Potter?

"Os elfos domésticos passam as vidas servindo uma família ou uma instituição. A não ser que sejam libertados, os seus descendentes vão continuar suas tarefas e a servir a família"

 

Basicamente, eu sou a elfa no que toca a prendas: ninguém está com pachorra para se enfiar nos shoppings cheios de barulho. Por isso, vai de incumbir aqui a moi méme essa tarefa gigantesca de comprar os presentes para todos.

 

Sou eu que compro as prendas para os meus filhos. Sou eu que compro as prendas dos avós para os meus filhos, porque eles têm receio de comprar algo que os miúdos não gostem. Tudo bem.

Mas também sou eu que compro as prendas para sobrinhos e primos... Sou eu que compro as prendas do meu marido para os seus pais. Sou eu que compro a prenda do meu marido e dos meus pais. E da minha mãe que faz anos no dia 23. E a prenda do meu pai para a minha mãe que faz anos no dia 23.

Sou eu que compro a prenda para as educadoras e auxiliares do infantário do meu filho. E a lembrancinha para o médico de família... e....uff!

Portanto... quando chega a hora de abrirem as prendas está toda a gente feliz e entusiasmada. E ouvem-se ahs e ohs de surpresa!

Tirando eu, que estou com um enorme focinho de tédio porque já sei antecipadamente o que cada um vai receber, ah ah.

Para cúmulo, ainda recebo por vezes algumas críticas em relação às prendas que de forma tão bem intencionada comprei em nome dos outros.

"Ah e tal, porque podias ter comprado algo mais assim ou assado"... Help me!

Eu sei que todos têm as suas razões para me encomendarem a compra das prendas. Há pessoas que têm outras tarefas importantes durante o Natal e também têm trabalho.

E até posso sentir-me lisonjeada porque se me incumbem, isso significa que tenho algum jeito, não é? 

Mas sinto-me um bocado escrava das compras e, neste momento, com dois filhos pequenos começa a ser difícil gerir tantas "encomendas". 

Por isso, para o próximo Natal eu desejo paz, amor... e que cada um compre os seus presentes. 

Feliz Natal a todos

Assinado: O Elfo Doméstico das Prendas

Histórias mirabolantes

Dezembro 14, 2018

O Triângulo Perfeito

7222a452ec541acd8ecd5444ddb073af.jpg

Temos o hábito de contar uma história ao Vasco, antes de ele ir dormir. 

Não são histórias de livros; são totalmente inventadas por nós, com tudo o que de bom e mau isso pode trazer.

A história preferida do Vasco, nas últimas semanas, é aquela em que 3 cães (Jonhy, Micos e Boby) e uma gata (Mia) vão dar um passeio ao centro da cidade e andam no carrossel.

O Jonhy vai em cima de uma girafa, o Micos em cima de um cavalo, o Boby vai naquelas estruturas que estão sempre a girar e a Mia vai num camelo.

Há sempre uma altura em que o carrossel "avaria" e começa a andar depressa demais. Os animais caem em cima uns dos outros e o Boby (que era o que estava na roda) com a velocidade acaba por sair disparado e aterra dentro do comboio do natal. Esta é a parte da história que o Vasco mais gosta.

O Boby chama os outros animais e decidem andar todos no comboio de natal, que a dada altura se despista e parte uma roda.

É nesta etapa que entra o reboque da coleção do faísca mqueen (deve ter um nome, mas não sei qual é) que vai levar o comboio para a oficina.

Como já não há comboio, nem carrossel vão todos andar de patins para a pista de patinagem. Todos, menos o Jonny que tem medo e por isso fica a fazer de cão de guarda.

No fim, recebem um telefonema da galinha Cocoroca que diz que a tia Cila (dona dos cães) está muito preocupada e quer que eles regressem a casa para comer a sopa, porque já é de noite.

Como não têm meio de transporte para ir para a casa e já estão muito cansados, os animais telefonam à corujinha dos PJMasks e pedem para ir no carro voador dela.

Esta é a história mais fixe que eu posso contar ao Vasco, porque inclui todos os heróis da vida dele (animais, carros, PJMasks) em situações cómicas e divertidas.

Já tentámos contar a história dos 3 porquinhos e a história do patinho feio, mas não dá pica porque ele adormece sempre.

Ah era essa a intenção? Adormecer o miúdo?!

Pois. Se calhar era mesmo melhor ideia enveredar pelas fábulas e histórias de encantar...

Retrato de família

Dezembro 12, 2018

O Triângulo Perfeito

Estamos ansiosos por fazer uma sessão fotográfica de Natal, daquelas mesmo à séria com fotógrafos profissionais. Com aqueles cenários lindos, cheios de neve e de luzinhas...

Mas todos os anos vamos adiando essa sessão. Num ano adiamos porque achamos que o miúdo ainda é muito pequeno (o Vasco no primeiro natal ainda só tinha 2 meses), noutro ano porque nos falta tempo...

Ainda assim, sempre que nos apanhamos com um dia de sol e com uma máquina fotográfica na mão... zás! Tentamos registar algumas memórias de família.

O único senão destes "retratos" é que nunca estamos os 4 na mesma fotografia, porque há sempre alguém que tem que pegar na máquina para tirar a foto :))

Mesmo assim é sempre giro ver estas imagens.

Não temos neve, nem pinheiro, nem luzes como pano de fundo, mas temos AMOR.  E o amor... haverá melhor cenário para uma fotografia? :)

IMG_1230 (2).JPG

IMG_1246 (2).JPG

IMG_1235 (2).JPG

Lapsos Natalícios

Dezembro 11, 2018

O Triângulo Perfeito

- Vasco, o que queres que o Pai Natal de traga?
- Quero um carro da polícia gigante para eu entrar lá dentro!
- A sério? E onde é que viste isso?
- No shopping. Naquela loja do shopping.
- Ui... esse carro deve ser enorme... espero que caiba no nosso carro, sinceramente...
- Mas não é o Pai Natal que traz?? No trenó?!!
- Ah, pois... exato... o que eu queria dizer é que não estou a ver como é que o Pai Natal vai trazer o carro. Porque é muito grande e pesado. E ainda tem que trazer as prendas para os outros meninos. Deve ser complicado...

Oopps! Ksss, ksss!

DISSERAM QUE O NATAL TINHA CHEGADO À CIDADE

Dezembro 04, 2018

O Triângulo Perfeito

Que havia luzes de mil cores.
E que as ruas estavam enfeitadas.
E que havia um carrossel. E meninos a brincar.

Mas naquele quarto não havia Natal.
Só luzes fluorescentes
E paredes brancas
E um menino a chorar para fora.
E uns pais a gemer para dentro.
E dor. Muita dor. A toda a hora, a toda a hora.

 

Disseram que o Natal tinha chegado à cidade.
E havia balões e pipocas e algodão doce.
E um circo. E as ruas cheias de gente.
E havia música pelo ar.

Mas ali não havia natal.
Só agulhas e seringas. 
E remédios para tudo.
E um circo de médicos. E o corredor frio.
E o silêncio mudo. 
A toda a hora, a toda a hora.

 

Disseram que o Natal tinha chegado à cidade.
Que havia um homem a fazer Ho, Ho, Ho!
E um combóio pequenino
e um ringue para patinar.

Mas ali não havia Natal.
Só um menino a dizer "Dói, Doi".
Sem dormir e sem comer.
E os pais cansados sem saber
o que fazer.

 

Mas de repente tudo mudou.
O remédio fez efeito, a dor passou.
Acabou-se o choro, descansaram os pais.
Tirou-se a agulha, acabaram os ais.

O menino deixou de agarrar a barriga
e com olhos brilhantes... sorriu!
Iluminou-se aquele quarto de hospital.

 

E foi nesse sorriso e nesse instante 
que para aquela família
o mundo se iluminou.
E finalmente (oh, e finalmente!) se fez Natal...

 thumb_menino-na-cama-do-hospital.jpg

 

Sangue do meu sangue

Novembro 29, 2018

O Triângulo Perfeito

Quando eu era pequena, a minha mãe adorava tirar-me fotografias, mas eu fugia dessas sessões a 7 pés.

Detestava fazer pose, destestava vestir roupinhas... aquilo para mim era um tédio.... E era bem visível o meu "amuanço" nas fotografias. Ficava sempre de trombinhas, ah ah!

 

Esta semana, a minha cidade estreou a decoração de Natal e achei que era engraçado tirar algumas fotografias ao Vasco tendo como pano de fundo as luzinhas e as várias atrações da época (comboio do natal, carrossel, etc)...

Ele não estava para aí virado e, ao ver estas imagens constatei que ele é mesmo "sangue do meu sangue".

Olhem só para o ar enfadado deste miúdo! :)) Não há dúvidas que sai à mãe.

 

IMG_1156.JPG

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me também em

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D