Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Balanço das sessões de Cinesioterapia

Abril 15, 2017

O Triângulo Perfeito

Como já disse neste blogue, o V. está a recuperar de uma broncopneumonia. Já não vai ao infantário desde a última semana de março e neste momento (finalmente!) já se começam a notar algumas melhorias.

Para essa melhoria terão contribuído os dias passados em casa longe do “infetário”, a chegada dos dias de sol e, porventura, as 10 sessões de cinesioterapia que o Vasco fez.

 

IMG_20170327_192656.jpg

 À espera de mais uma consulta com o pediatra...

 

Em relação a essas sessões (já falei delas aqui), ainda não consigo ter uma opinião muito formada. Pareceu-me que umas terapeutas eram melhores do que outras, tanto no que toca à relação afetiva com o Vasco, como no que diz respeito à parte técnica.

Adorámos o Filipe e bem como outras duas terapeutas que massajavam muito bem o Vasco e ainda o levavam para o ginásio para saltar em cima de bolas gigantes! O objetivo desses “saltos” era desprender o muco e levar o Vasco a tossir para o libertar. Acabou por ser positivo porque o Vasco começou a simpatizar mais com essas terapeutas, pois associava-as à “brincadeira no ginásio”.

A parte mais chata dessas sessões, para nós, era o facto de termos fazer as nebulizações sozinhos, sem apoio das terapeutas.

Não sei se nos outros hospitais também é assim, mas neste hospital, as terapeutas só vêm ajudar na segunda parte que é a que diz respeito às massagens. A nebulização (que constitui a primeira parte da sessão), é feita pelos pais. Ora como o Vasco odeia nebulizações, nem sempre era fácil.  Teria dado jeito o apoio das terapeutas também nesta fase, eh eh!

Neste momento, terminaram as 10 sessões e a pediatra diz que o Vasco já está impecável na parte inferior do trato respiratório. Por isso, para já vamos ficar por aqui.

Vamos lavando o narizinho com muito soro e água do mar e temos aproveitado estes dias para passeios no meio da natureza.

Espero que esta seja a última “ite” (otite, bronquiolite, laringite…) do ano!

Cinesioterapia: moda ou solução?

Abril 02, 2017

O Triângulo Perfeito

No mês passado, o Vasco teve mais uma bronquiolite e a médica que nos atendeu, nas Urgências Pediátricas, aconselhou-nos a inscrevê-lo em sessões de massagem respiratória. Por outras palavras, Cinesioterapia. 

 

Como V. acabou por melhorar com o antibiótico, fizemos "orelhas moucas" ao conselho da médica... tínhamos a sensação que essas massagens eram mais uma picuice, uma moda, do que propriamente uma verdadeira solução para o problema.

 

A verdade é que decorridas duas semanas o nosso bebé teve outra bronquiolite. E esta, bem mais potente que as outras e com sintomas mais graves (vómitos, perda de apetite, febre....). Acrescido a isso, um raio X revelou "princípios de pneumonia".

O nosso pediatra voltou a abordar o assunto da Cinesioterapia e desta vez, nem hesitámos. Vamos a isso! - foi a nossa resposta imediata.

 

Neste momento o Vasco já fez quatro, das dez sessões prescritas. Não posso dizer que tenho visto grandes resultados, mas não sei se a "culpa" é das terapeutas ou do nosso bebé que é muito arisco e praticamente não deixa que lhe toquem.

 

Apesar de tudo, noto uma evolução na resposta dele às ditas massagens- no primeiro dia berrou e suou (a terapeuta no fim estava também a transpirar...), no segundo dia, idem aspas. Ontem, foram os avós leva-lo e apanharam uma terapeuta com um estilo diferente. Ele gostou mais e aceitou melhor as massagens. Hoje, comigo e com o pai, já foi um sossego (quase) total. 

 

Como ele parece aceitar melhor umas terapeutas que outras, tentámos marcar as sessões seguintes para a mesma pessoa, mas foi impossível, porque elas têm um horário muito apertado e para além da cinesioterapia, também acompanham pessoas adultas, com outros tipos de problemas. 

 

Conseguimos para já, que em dois dias desta semana o Vasco ficasse com a Sara (que ele adorou). Segunda-feira, será a vez do Filipe, um terapeuta que ele ainda não conhece. Espero que corra bem...

 

Tirando isso, a preocupação é imensa, pois o V., embora bem disposto, quase não come e aquilo que come, acaba por vomitar...

A aguardar ansiosamente, as massagens respiratórias façam efeito...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me também em

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D