Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Ele quer fazer tudo o que o mano faz...

Setembro 03, 2019

O Triângulo Perfeito

...e isso só nos facilita a vida. 😀 

Lembro-me que foi um 31 fazer o Vasco gostar de lavar os dentes. Comprámos ene escovas de bonecos, pastas dos dentes do faisca e o diabo a quatro...

Com o Xavier foi super fácil porque ele quer imitar o irmão em tudo!

Quer brincar com brinquedos do mano (despreza totalmente brinquedos de bebé), quer comer o mesmo que o mano e até já aprendeu a beber de palhinha! Já mostra interesse na colher e quer espetar o garfo na carne... e quanto aos dentes ficou super feliz quando lhe dei uma escova.

Agora é o máximo vê-lo a subir o banquinho para escovar os dentes tal como o mano. Já houve brigas por causa do banquinho por isso acho que vou ter que comprae outro!

69621517_1004173263258547_6566372664728879104_n.jpg

Mudança de rotinas!

Junho 17, 2019

O Triângulo Perfeito

Quando o Vasco era filho único, eu e o pai alternávamos nas idas ao infantário: nuns dias da semana era eu que levava o Vasco à escola e, nos dias em que o meu horário não o permitia era o Zé que o levava de manhã.

Mas entretanto o Xavier nasceu e as rotinas mudaram. Nos primeiros meses, como estava sol ainda fui eu a levar o Vasco (o xavier fazia a viagem comigo mas depois regressava , pois ainda não andava na creche) e tinha a ajuda dos avós na hora de ir buscar.

Por volta do mês de novembro começaram as chuvas e o frio e achei que era um absurdo tirar o Xavier de casa com aquele tempo. Isto para não falar da logística de tirar os dois do carro no meio do temporal. Havia sempre alguém que se molhava e era um stress.

Assim,nos últimos meses, decidimos que o Zé ficaria responsável por levar o Vasco e eu, um pouco mais tarde,levaria o Xavier.

Tornou-se mais simples porque assim ..."descarregavamos" um filho de cada vez. Para além disso, como amamento o mais novo, podia usar aquela hora sozinha com ele em casa, para dar de mamar sossegada sem ter o Vasco sempre a chamar por mim e a interromper.

Não pensem contudo que foi uma decisão fácil de gerir. Não pensem que não me custava ver o Vasco a sair de casa as 7.30, quando o irmão apenas saía às 9horas. E nos dias de chuva e frio ainda me sentia pior.

Mas nunca tentei ser uma super mãe. Não sou uma heroína, faço o melhor que posso. O primeiro ano da vida de um bebé é muito cansativo e temos que tomar algumas decisões complicadas. Para facilitamos um pouco a nossa vida e não perdermos a sanidade mental.

Neste momento, já não chove aqui no norte e levar os dois à escola tornou se uma tarefa mais fácil. Por isso as rotinas mudaram novamente !

Agora voltei a levar os dois à escola e o Vasco já não acorda tão cedo. Ele está mais feliz e eu sinceramente também. Assim como mais aliviada por a vida estar a regressar à normalidade...

Já começa a ser hábito...

Junho 10, 2019

O Triângulo Perfeito

O Xavier fez 11 meses no dia 4 de junho, mas nesse dia foi impossível tirar a fotografia gira da praxe. Para além de calhar à semana, foi numa altura de intenso trabalho para mim (desculpas, desculpas...)

Acabámos por fazer a sessão fotográfica ontem, na festa de comunhão da prima Sofia.

Lembro-me que quando o Vasco fazia um "mesversário", eu nunca deixava passar a data... 
Nos dias anteriores planeava cuidadosamente o que ele ia vestir e, no dia em que ele fazia meses... pimba! Tirava logo imensas fotografias!

Agora, com o Xavier, parece que falta sempre tempo. 
É o síndrome do segundo filho, ao qual eu sempre tentei fugir.

E há começa a ser hábito fazer a sessão de fotos vários dias depois da data oficial 

Mas pronto... aqui estão as fotos do 11º mês. Gostam?
Nós cá em casa, adorámos!

Ah, caso estejam curiosos, a roupinha do Xavi é da Mayoral e as sandálias são da Pisamonas Portugal!

Beijinhos!!

IMG_2198.JPG

 

IMG_2173.JPG

 

IMG_2176.JPG

 

IMG_2177.JPG

 

IMG_2179.JPG

 

IMG_2182.JPG

IMG_2186.JPG

 

IMG_2188.JPG

 

IMG_2189.JPG

 

IMG_2190.JPG

 

Xavier contra-ataca!

Junho 08, 2019

O Triângulo Perfeito

O Vasco adora irmão, mas está sempre a tocar lhe, a beliscar e a tirar lhe os brinquedos da mão. O Xavier vai aguentando tudo com uma paciência estoica mas claro que às vezes também se enerva e passa-se dos carretos. 
Normalmente, é o Xavier que chora por causa das tropelias do irmão mais velho. Mas ontem foi diferente... estava no meu quarto e de repente o Vasco vem ter comigo a chorar.

- O Xavi mordeu me! - lá foi ele dizendo pelo meio dos soluços.

Bem... parece que o mano bebé se fartou de ser torturado. O Xavier já se sabe defender e algo me diz que vêm aí tempos conturbados...

Um... e outro

Maio 27, 2019

O Triângulo Perfeito

Um adora tirar fotos. O outro sente que há coisas bem mais divertidas para fazer.
Um adora fazer pose. O outro... está-se a marimbar 
Um é tranquilo. O outro é um furacão saltitante.
Um gosta de música. O outro gosta de correr e saltar.
Tão lindos. Tão diferentes. Tão amados. E tão meus!
Percebo perfeitamente um e outro.
Porque sou uma mistura dos dois. 
E amo os dois intensamente, com todas as suas variações.

IMG_2042.JPG

 

IMG_2041.JPG

 

 

Quero que se sintam iguais

Junho 25, 2018

O Triângulo Perfeito

Como filha mais nova, senti muitas vezes que não recebia tanta atenção e que ninguém parava para ouvir o que eu tinha para dizer.

Não digo que não seja natural, uma vez que ter um filho é diferente de ter dois.

Não sinto mágoa em relação a isso (mentira, sou uma ciumenta do caraças), aceito que é a lei da vida. Porque há coisas que não se podem mudar.

As grandes conquistas como por exemplo, aprender a andar, a falar, a escrever, a contar e a dizer coisas engraçadas já tinham sido feitas 4 anos antes pelo meu irmão.

Tendo sido ele o primeiro, às vezes penso que poderá até ser natural essas conquistas serem vividas com (mais) emoção pelos meus pais.

Deve ter sido uma loucura quando ele disse mamã e papá pela primeira vez...

 

Imagino isto, ao mesmo tempo que recordo as primeiras palavras do meu filho Vasco.

Sentirei a mesma alegria quando o Xavier começar a falar? Continuarei a tirar 300.000 fotografias por segundo?

Será que também vou filmar quando o Xavi fizer o seu primeiro cocó no pote?

Haverá amor como o primeiro? E havendo (acredito que sim) serei capaz de o demonstrar?

E como posso garantir que a mensagem chegue inequivocamente ao destinatário sem deturpações? (porque talvez a dificuldade maior seja esta)

 

Eu fui a cópia, a imitação. Chegando em segundo lugar, às vezes penso que não vim acrescentar nada de novo. E sei que o sentimento tanto pode ser válido, como não ser. Todos nós temos bichinhos na cabeça. Uns são reais, outros apenas imaginários.

E é, por isso, com grande excitação, preocupação, ansiedade, que preparo a chegada deste segundo grande amor.

 

Quero que se sintam iguais. Os dois manos.

Quero que se vejam como idênticos no meu carinho, paciência e dedicação. 

 

Por isso... vou dando pequenos passos... devagarinho...

 

Hoje fui buscar a uma loja, as letra de madeira a dizer "Xavier" que encomendei há uns tempos.

IMG_20180625_121923.jpg

 

IMG_20180625_121917.jpg

São lindas e... propositadamente diferentes das letras do Vasco. Outro material, outro formato, outro tamanho...

Isto porque quero que percebam, desde tenra idade, que cada um deles é único e especial

Iguais no amor (que lhes dou) podendo ser diferentes em tudo o resto.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me também em

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D