Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Janeiro 05, 2019

O Triângulo Perfeito

6 meses depois, comecei finalmente a gostar de amamentar.
Acho que só me faltava isto: tempo para conseguir respirar entre os momentos de amamentação do meu filho.

Com a introdução da comida sólida, o intervalo entre mamadas aumentou.
Dou de mamar menos vezes. Logo, acabo por conseguir desfrutar mais desses momentos a dois.

Durante muitos meses vivemos praticamente colados, como se não tivesse sido removido o cordão umbilical.

Fomos pele com pele. Unha com carne. Numa simbiose perfeita.

Adormecemos e acordámos juntos muitas vezes. E os nossos corações sincronizaram na mesma batida. Mesmo sendo dois... Fomos um só.


Ele está a crescer. E isso é bom, mas ao mesmo tempo faz-me pensar em como tudo passa tão rápido!

Rejubilo por esta nova fase. E ao mesmo tempo sinto saudades de o ter mais tempo nos meus braços.
Fico contente porque agora disponho de mais tempo para cuidar de mim... e simultaneamente sinto uma certa tristeza porque o "nó" está prestes a desatar.

Acho que ser mãe é isto. É viver continuamente com estas contradições.

Querer ser livre e ao mesmo tempo ter saudades de viver acorrentada.

Querer querer dar asas aos filhos. E ao mesmo tempo desejar que eles demorem muito a aprender a voar.

Hoje percebo, finalmente, as mães que dizem ter saudades de amamentar.

Hoje percebo que sou feita da mesma massa. Nada em mim é original.

Dezembro 10, 2018

O Triângulo Perfeito

O Xavier fez 5 meses na semana passada e iniciou, nesse momento, a alimentação sólida.

Como ainda temos algum tempo até à sua entrada na creche, decidimos introduzir tudo muito devagarinho.

Assim, e por indicação da pediatra:

 

1º semana (início da alimentação sólida)

Aleitamento materno em todos os momentos, exceto um pequeno lanche de fruta a meio da manhã.

1 e 2º dia - introduzir maçã (cozida ou ralada)

3ºe 4º dia - introduzir pêra (cozida ou ralada)

5º e 6º dia - introduzir banana esmagada.

Verificar existência de algum desconforto ou reação alérgica a estes alimentos. Caso tudo corra bem... continuar a dar nas semanas seguintes.

 

2º semana (introdução da sopa)

É a fase em que estamos neste momento.

Continuar com o lanchinho a meio da manhã e agora também sopa ao almoço. No resto do tempo... aleitamento materno.

Em relação à confeção da sopa, confesso que não seguimos totalmente as indicações médicas (preparar sopas com 2 ingredientes, começando por cenoura e batata doce e ir alterando um ou outro à medida que o tempo ia passando)

Então o que fizemos? 

Como a sopa é um prato que nem sempre é bem aceite pelos bebés (e temos a experiência do bebé mais velho) numa fase inicial decidimos substituí-la por algo igualmente nutritivo... papas de legumes isolados.

Parece a mesma coisa, mas não é bem igual.

Como não tinha muita prática (nenhuma, aliás) no que diz respeito à preparação de papas de legumes andei a pesquisar na internet e acabei por ir parar ao blogue das "Papinhas da Xica".

Lá encontrei imensas sugestões de sopas giras e papas caseiras. Adorei!!!

Já conhecia o blogue de nome, mas nunca lá tinha ido porque com o Vasco adoptámos um sistema mais tradicional (as típicas papas processadas como cerelac, as sopas de vários legumes).

Mas agora ando numa onda mais saudável e encontrei imensas dicas naquele blogue. Fiquei fã.

Portanto, hoje foi dia de começar a dar papa de legumes e a ideia era começar pela papa de cenoura.

Vi uma receita muito fixe de papa de cenoura onde? Exato, nas papinhas da Xica.

Mas fui ao meu frigorífico e... tcharam... não tinha cenoura kkk. Por isso começei por uma papa de batata doce que confecionei da mesma forma que a papa de cenoura que vi naquele blogue.

Ainda não decidi se vou adicionar leite materno ou não. Primeiro queria ver se o Xavier gosta do sabor da batata doce individualmente. Se ele gostar, vou evitar a adição do leite (pois tenho pouco congelado), guardando-o para as papas de cereais e afins.

Portanto, estou a pensar mais ou menos isto:

1º e 2º dia -  lanche a meio da manhã, papa de batata doce ao almoço. Restante tempo em aleitamento materno.

3º e 4º dia - lanche a meio da manha, papa de cenoura ao almoço. Restante tempo em aleitamento materno.

5ºe 6 dia - lanche a meio da manhã, papa de abóbora e batata doce que vi nas Papinhas da Xica ao almoço. Restante tempo em aleitamento materno.

 

A partir deste momento, ir experimentando diversas papas e sopas com diferentes combinações, evitando como é óbvio alguns legumes sinalizados pela pediatra por serem de mais difícil digestão.

E pronto! :))

Tenho algumas ideias em relação ao que vou fazer na 3º e 4ºsemana, mas vou deixar para outro post para este não ficar tão longo.

Abraço!

 

Dezembro 07, 2018

O Triângulo Perfeito

O Xavier fez esta semana 5 meses. Depois de muito pensarmos, decidimos que estava na altura de introduzir alimentos sólidos.

Temos presente as recomendações da OMS são contrárias a isto...  Sabemos que esta organização defende a diversificação alimentar apenas a partir dos 6 meses. 

 

Mas temos vários motivos para o fazer antecipadamente e não nos sentimos mal por isso:

 

- Se tudo correr como planeado, o Xavier vai entrar brevemente na creche. Como ele não aceita (nunca aceitou) biberão, terá que se alimentar com papa, sopa ou fruta lá na escola. Parece-me importante começar a adaptação a esses alimentos enquanto ele ainda está em casa. Não quero que chegue à creche e comece a comer uma data de coisas novas, sem antes ter experimentado cada um desses alimentos e feito o teste das alergias.

 

Assim, vamos aproveitar este mês para, muito devagarinho, irmos introduzindo os alimentos que ele irá comer na creche. Sem stresses.

 

- O Xavier já demonstra imenso interesse pelos alimentos que nós comemos: fica curioso quando vê as pessoas a levarem comida à boca, quer tocar na comida, abre a boquinha dele.. nota-se que está cheio de vontade.

 

- O Xavier não tem grande de reflexo de extrusão, o que indicia que poderá estar preparado para a mastigação. Tirando a primeira vez (em que ia deitando a comida fora com a língua), a partir daí mastigou sempre e engoliu com gosto.

 

- O Xavier é um bebé que ainda acorda muitas vezes de noite para mamar. Faz intervalos de duas ou no máximo 3 horas o que é extremamente desgastante. Já aqui abordei o assunto no blogue e sei que nem todas as mães concordam que a alimentação sólida dê melhores noites, mas... perante o panorama, sentimos que tínhamos mesmo que tentar.

 

Depois de aplicarmos várias estratégias (algumas até sugeridas por mamãs da blogosfera) e nada resultar, resolvemos introduzir alimentos sólidos.

 

- Amamentar tantas vezes estava a ser desgastante para mim, e um factor de stress/desequilíbrio a nível familiar. 

 

Talvez este argumento não faça sentido para muitas das mamãs que vão ler este post. Eu sei que em primeiro lugar têm que estar os nossos filhotes e pode parecer "egoísmo" estar a introduzir comida sólida "só" para reduzir à frequência da amamentação. Mas a verdade é que estou exausta e não está a ser nada gratificante a nível pessoal, dar de mamar de 2,5 em 2,5 horas (ou no máximo 3). 

 

E o facto de eu estar exausta, e de dormir pouco faz com que esteja mais rabujenta e não consiga dar o melhor de mim aos restantes elementos da família. Não esquecer que temos um filho com 3 anos, a necessitar de amor, bom astral e muita atenção e que não tem culpa que os pais andem a dormir mal :))

 

Posto isto... demos início, muitooo lentamente, à diversificação alimentar. 

Querem saber como fizemos? Que tipo de alimentos estamos a introduzir e como estamos a organizar a ementa diária do Xavier, tendo em conta que iniciou esta alimentação 1mês mais cedo que o recomendado?

Aguardem próximos posts!

 

 

 

Sigam-me também em

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D