Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Vamos falar de séries?

Setembro 04, 2019

O Triângulo Perfeito

Embora o cansaço seja muito e não tenha grande tempo para o fazer, a verdade é que depois de deitar os miúdos gosto de ver algumas séries na TV. 
Anatomia de Grey está sempre na lista, assim como a Casa de Papel.
Ultimamente, descobri ainda na neflix uma série espanhola chamada VIS A VIS que adoro!

É dos mesmos criadores da Casa de Papel e tem o bonus de incluir duas das atrizes dessa série.
( A Alba Flores que faz de Nairobi está em Vis a Vis com mais um papel espetacular.)

A série relata a história de uma rapariga ingénua (tão ingénua que até cansa...) que é manipulada pelo namorado e embora inocente, acaba numa prisao de alta segurança. 
A partir daí vamos assistindo à forma como ela passa de vítima a líder da prisão. Com muitas brigas, duelos e paixão pelo meio.

Conhecem a série? 😉 Vale a pena ver!

vis-a-vis.jpg

 

Estreia do Vasco no cinema

Abril 15, 2019

O Triângulo Perfeito

57154167_2289697981277541_5322838972357935104_n.jpg

 

Ainda me lembro da primeira vez que fui ao cinema. Tinha 6 anos, estava de férias em casa da minha tia de Lisboa e levaram-me a ver o filme "Dama e o Vagabundo", uma história sobre o amor improvável entre dois seres de classes sociais diferentes..

Fico feliz porque a estreia do Vasco no cinema aconteceu com um filme igualmente maravilhoso.

Dumbo deve ser visto por inúmeras razões. Para além da beleza da história, é uma lição de vida em muitos sentidos.

O Vasco com apenas 3 anos portou-se lindamente e só nos 20 minutos finais começou a mostrar sinais de cansaço e agitação.

O meu reguila está de parabéns. Tem sido um mês de estreias. Primeiro o circo, e agora o cinema. 

É tão bom ser criança!

8 meses depois... fomos ao cinema!!

Janeiro 28, 2019

O Triângulo Perfeito

DkKr1rPXgAAE55N2.jpg

Cá em casa somos super fãs de cinema. Adoramos o escurinho, as pipocas e toda aquela sonoridade...

Antes de os miúdos nascerem, as idas ao cinema eram uma constante. Não havia uma única semana em que não vissemos um filme.

Quando o miúdo mais velho nasceu, deixamos temporariamente de ir. Mas passado uns meses, lá estávamos nós batidinhos (deixávamos o pequeno com os avós).

Agora, com o mano mais novo foi mais difícil regressar ao hábito, devido à amamentação. 
O bebé estava mais ligado a mim (dependente) e não conseguia estar mais do que 3 horas separada dele.

Entretanto, iniciou a alimentação sólida e com esse passo começou a minha liberdade!

Agora come sopinha ao almoço e fruta mais iogurte ou papa ao lanche.
Já não precisa da minha presença física.
Assim, conseguimos ter 6 horinhas livres para passear.

Ontem, decidimos que estava na altura de regressar às salas de cinema e não podiamos ter começado melhor com o filme "Serenity".

Não querendo ser spoiler, digo apenas que é um flme com muito suspense, com uma reviravolta intensa no final e...tem imensas cenas em que o Mathew McConaughey anda por ali a passear todo nú e a mostrar os dotes que a natureza lhe deu 

Estivemos a fazer as contas e foram cerca de 8 meses sem ir ao cinema. Mas agora que começámos... não vamos parar!

É bom ver a vida a regressar à normalidade. 
Adoro ser mãe, mas também adorava a vida que eu tinha antes disso. 
E, se puder conciliar ambas as coisas, tanto melhor 

A casa de papel

Junho 13, 2018

O Triângulo Perfeito

Com alguns meses de atraso, e depois de ouvir meio mundo a dizer maravilhas da série "Casa de Papel", lá me predispus a ver!

Não posso dizer que tenha ficado imediatamente rendida...  aliás, estranhei um pouco aquele primeiro episódio, tão seco, despido e numa língua que não aprecio particularmente. Mas com o tempo fui-me apaixonando cada vez mais.

Deixei-me ficar para o segundo episódio, só para poder dizer que dei uma segunda oportunidade. E foi aí que a série me conquistou verdadeiramente,

Para além de um elenco fantástico, o texto está muito bem escrito. A narração da história, feita em voz off pela protagonista, está cheia de trocadilhos, ironia e humor negro, roçando também às vezes um tom poético. 

A partir do segundo episódio, a ação desenrola-se num ritmo rápido e alucinante. Não há pontos de paragem, é sempre a melhorar.

Todos os episódios terminam num ponto alto, com muito suspense à mistura, fazendo o espetador ficar com vontade de ver o episódio seguinte. 

Não concordo com aqueles que teimam em comparar esta série a uma novela. Tudo bem que há romance, tudo bem que há sexo à mistura, mas... há muito mais do que isso.

Consumi a primeira temporada toda em 3 dias. Vou agora na segunda temporada. 

Não vou ser spoiler! Para quem ainda não viu a série, aconselho apenas a que o façam. 

Vale a pena!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me também em

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D