Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

A vida de uma família perfeitamente normal

O Triângulo Perfeito

A vida de uma família perfeitamente normal

26.06.18

A "Caça Contrações"

Ana
Amanhã faço supostamente 40 semanas (o supostamente deve-se ao facto de as minhas contas não coincidirem com as dos médicos) e... tirando umas dorzitas aqui e ali, nada de contrações.  Como toda a gente sabe, "sem contração não há dilatação", por isso começei hoje oficialmente a Época das Caminhadas. Existe o "Caça Promoções". E existe esta tipa: a "Caça Contrações" :)) Li algures que a (...)
11.06.18

Plano de Parto

Ana
Na sexta-feira passada tivemos a nossa "consulta de plano de parto" no Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim e Vila do Conde.  Estas consultas são uma prática comum neste hospital, que não só aceita bem os planos de parto, como incentiva as futuras mães a fazê-los.  Iamos um bocado nervosos, nem sei bem porquê. Eu levava uma folha rabiscada cheia de pormenores e anotações sobre o que queríamos/não queríamos que nos fizessem naquele "dia especial".  Na hora H (momento da (...)
27.03.18

Novo parto, hospital diferente

Ana
No dia 11 de novembro de 2015, pelas 22:30 entrei no hospital para ter o meu primeiro filho. Segundo  uma primeira análise, eu não tinha qualquer dilatação, e nem sequer existiam as ditas contracções. Apenas e só me tinham rebentado as águas. Pediram para tirar a roupa, vestir uma bata branca e deitar numa cama. Foi-me  administrada uma substância por via intravenosa e disseram-me para aguardar deitada na maca. Colocaram-me uma cinta para monitorizar os batimentos de mãe e (...)
20.01.18

Um parto (mais) humanizado

Ana
Dou por mim, muitas vezes, a pensar no meu primeiro parto. Queria muito ter um parto normal (eutócico) , mas infelizmente e porque o bebé teve braquicardia, acabei por fazer uma cesariana.  Correu tudo bem. Fiz o parto num hospital privado, com todo o conforto e não me posso queixar de nada: nem da competência dos médicos, nem do atendimento.  Ainda assim, senti falta de qualquer coisa... O que faltou? Faltou uma certa emoção, um certo calor. Foi tudo muito asséptico, rápido (...)

Sigam-me também em