Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Fevereiro 27, 2018

O Triângulo Perfeito

Fui buscar o meu bebé à creche e decidi que o tempo estava tão mau, que o melhor era irmos diretos para casa.

 

O que fazer num dia de chuva? Como entreter uma criança de dois anos?

 

Ás vezes vamos tocar à porta da vizinha, que tem um filhote da mesma idade do Vasco. Eles adoram brincar juntos!

 

Outros dias, ficamos na sala a fazer puzzles, legos e a brincar com a pista de carros.

 

Hoje lembrei-me de o por a ver os albuns de fotografias de quando ele era (ainda mais) bebé. Tenho carradas de fotografias, porque nos primeiros meses estava viciada em fotografar o Vasco. Por isso, matéria prima era o que não faltava :)

 

Sentados numa poltrona, passamos quase uma hora a virar as páginas dos álbuns e a comentar cada uma das fotos:

 

- Quem é esta?

- Esta é a tia Cila!

- E quem é que está ao colo da tia Cila? 

- O Vasco!

- E este quem é?

- É o padrinho!

- E quem está ao lado do padrinho?

- É o primo!

(...)

 

E assim se passou um momento ternurento, com muitos sorrisos e miminho!

Ele adorou. 

E vocês? O que fazem nas tardes chuvosas de inverno?

Outubro 03, 2017

O Triângulo Perfeito

Hoje ao fim da tarde peguei no miúdo e fomos à praia. 

Na minha cidade estava um calor de morrer e eu só esperava que na praia estivesse igual.

Não estava tanto calor, mas pelo menos não estava vento. E o sol brilhava bem alto. 

Não estava quase ninguém na praia. Mas até gostei do silêncio, entrecortado pelo barulho das ondas e das gaivotas.

O Vasco adorou, Rebolou na areia, meteu os pés na água, deu de comer às gaivotas.

Foram momentos muitos especiais!

Custou-me um bocado a logística toda de o levar à praia, até porque a praia fica noutra cidade e ainda se demora um pouco a lá chegar.

Para além de apanhar a hora de maior trânsito, o V. é sempre imprevisível quando anda de carro - tanto está calminho, como quer sair da cadeira a todo o custo. 

Estava com receio que não fosse correr bem, mas decidi correr o risco :)

Desde que viemos de férias, ele não fala noutra coisa senão em praia e em piscina. 

E hoje de manhã, quando iamos a pé, a caminho da creche, deitou-se em cima de um bocado de terra a gritar "Praia, praia!"

Nem tive tempo de evitar o rebolanço em cima da terra. Mal ele viu o monte de grãos soltos assapou logo em cima deles.

Essa foi a gota de água (ou de terra, tanto faz). Decidi que tinha que o levar urgentemente ao destino dos seus sonhos.

O meu filho adora praia. E eu adoro fazê-lo feliz!

Por isso, sempre que eu puder... Praia, praia!!

 

Sigam-me também em

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D