Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Pequenas coisas

Hoje foi dia de começar a lavar as roupinhas de cor escura do bebé Xavier. São essencialmente peças em azul marinho, porque gosto muito do look navy.

Tenho duas ou três fraldinhas azul marinho, bodys, casaquinhos de malha, carapins (embora ache que ele vai ter calor com eles), meias, babetes com pormenores azuis e fatinhos para "andar na rua".

Usei como detergente o SKIP para BEBÉS (publicidade grátis... se este blogue fosse patrocinado, o que eu ganharia...) porque é mais delicado e adoro o cheirinho com que a roupa fica.

Segue-se a fase do secar e do passar a ferro (ai, que tortura, passar coisas tão pequeninas). Por fim, colocarei tudo nos gavetões. Esta é a fase que mais gosto.

No meio dos preparativos, há coisas que convém não esquecer. Vou dar exemplo de algumas que poderão passar "despercebidas", mas que são importantes:

 

- Comprar a chupeta para o bebé (caso os pais tenham intenção que ele use), tendo o cuidado de ser uma chupeta para 0 meses. Na compra da chupeta é importante escolher bem se querem chupeta em silicone (normalmente branca) ou em latex (cor de laranja). 

Isto porquê?

Porque a chupeta que o bebé "agarrar" primeiro (não quer dizer que seja a primeira que lhe dão, mas normalmente é) vai ser aquele que ele vai gostar mais até ao fim. No nosso caso, por exemplo, o Vasco "agarrou" uma chupeta de latex e depois (embora as de silicone sejam mais giras) acabámos por ter de lhe comprar desse material até hoje!

 

- Esterilizar a chupeta e o biberon (caso pretenda fazer uso dele) antes de a colocar na mala da maternidade. Claro que lá no hospital também se pode fazer isso, mas sempre é mais prático já vir com o "trabalho de casa feito".

 

- Não esquecer dos chinelos de quarto da mãe... sim, eu sei... é um pormenor estúpido. Mas não sei porquê este é um ítem que no meio da confusão acaba por ser esquecido.

 

- Não contar com o ovo no cu da galinha. Há hospitais que "dão" tudo (fraldas, cremes, compressas) para a estadia da mãe e do bebé. E há outros que não dão nada disso. Toca a colocar duas ou três fraldas pelo menos na mala do bebé...

 

- As fraldas Libero (vendem-se na farmácia... ai, mais uma publicidade a marcas!) são das poucas que eu conheço que vendem fraldas meeessssmo pequeninas. Na minha primeira gravidez, achei que só usaria esse tamanho se o bebé fosse prematuro, mas não é bem assim.

O Vasco nasceu com 51 cm e usou das Libero nos primeiros dias. Ficavam-lhe muito melhor, se é que se pode falar de estética de fraldas. Com as outras ele parecia que estava a "nadar" lá dentro, mesmo com as de tamanho 0. E a roupa exterior ficava mais enchouriçada por causa do tamanho da fralda. Por isso, se quiserem investir podem comprar um pacotinho (poucas) dessas fraldas mais piquininas!!

 

- Compressas. Das esterilizadas e das outras. É uma coisas que faz imensa falta nos primeiros tempos. Estava sempre usar (agora já não me lembro porquê, mas estava). Ah, e frasquinhos de soro. Daqueles individuais. Também dá jeito ter alguns em casa.

 

- Uma almofada de amamentação. Dá muito jeito. Sobretudo para quem fez cesariana e não pode debruçar-se muito nos primeiros dias. A mim ajudou-me bastante.

 

- Uma banheira shantala. Ok, eh eh... isto não é  esencial. Mas dá jeito! Nos primeiros dias, o bebé é tão pequeno que não vale a pena estar a encher uma banheira (mesmo das pequenas) com água para um banho tão curto. 

Eu no primeiro mês dava banho ao bebé numa bacia (daquelas de estender roupa) pequena. No hospital onde tive o bebé, a enfermeira também lhe deu banho assim e como se costuma dizer, em equipa vencedora não se mexe. :)

Desta vez, vou comprar uma banheira shantala- o efeito é o mesmo, mas tem mais estilo, lol

 

- Não se esqueçam de fazer a caminha/berço/alcofa do bebé com antecedência. Quanto mais coisas estiverem organizadas, menos stressam na altura.

 

- Convém aprender a colocar a cock/ovo no carro, também com alguma antecedência. E se for sistema isofix, montar aquela coisa toda antecipadamente. Uma vez mais, é só por uma questão de stress. Para não andarem a fazer tudo à última da hora.

 

Bem, acho que para já é tudo. Não me estou a lembrar de mais nada no momento. São pequenas coisas, mas acho que dá jeito saber.

Ah, uma pessoa entendida (vários partos, muita fomeeee) disse-me para colocarmos umas bolachinhas de água e sal na mala. Dá jeito, porque durante a noite no hospital podemos ter fome e ninguém nos dá nada para comer, o que deve ser um suplício... Claro que se for num privado, até são capazes de trazer um chá e umas bolachinhas, que vão aparecer na factura final a um preço que mais valia termos comido uma lagosta.

Querem acrescentar mais alguma que eu me tenha esquecido?

Abraço!!

 

 

Sigam-me também em

2 comentários

Comentar post