Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Pelos olhos de uma criança

51510823_863329780676230_185239143452770304_n.jpg

Hoje foi um dia especial: o Vasco andou de comboio pela primeira vez. 
Dizem que as pessoas depois de crescerem, não se recordam de nada que se tenha passado antes dos 5 anos. Mas isso não me preocupa...

Quero rechear o coração do meu filho com memórias felizes, mesmo sabendo que serão passageiras.

Ele vai crescer e não se vai lembrar do dia em que andou de comboio pela primeira vez? Não faz mal. Eu lembro-me de tudo. 
E estarei aqui para contar.

Vou falar-lhe de como corremos para apanhar o comboio. Dizer-lhe que apesar de ser inverno, estava um bonito dia de sol.

Vou comentar que ele demorou imenso tempo a escolher o seu lugar junto à janela.

E dizer que ele se riu muito. Que encostou a cara ao vidro e assim ficou muito tempo a ver paisagem.

Vou falar do lanche na estação. E das pombas que queriam comer o nosso croissant. E da cara da mulher do café quando ele disse que queria beber "água de picos" (água com gás).

Recordar a casa de banho pública que estava tão suja! 
E as escadas rolantes que subimos e descemos vezes sem conta... só por diversão.

Hoje foi um dia especial. 
O Vasco andou de comboio pela primeira vez.

E eu, que já andei tantas vezes nesse meio de transporte, senti-me uma estreante também.

Observei as cores e as formas com uma atenção redobrada. Olhei com os meus olhos e pelos olhos de uma criança.

Descobri detalhes novos, entusiasmei-me, senti tudo como se fosse novo.
E percebi que todos lugares parecem diferentes quando os visitamos na companhia dos nossos filhos.

Sigam-me também em

3 comentários

Comentar post