Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Ontem...

Ficou o esboço daquela ata por fazer.
Ficou o relatório de uma ação de formação.
Ficou também o livro que há tanto tempo quero ler
Ficaram brinquedos espalhados pelo chão.

Ficou a roupa à espera de ser passada.
Ficou o bolo que ia meter no forno.
Ficou por terra a tarde na esplanada
a beber gin tónico sob um sol morno.

Ficou o exame aos rins e o papanicolau
à espera de um tempo que nunca vem.
Ficou um miúdo com febre e outro com o "tau".
e a promessa de umas férias mais além.

Ficou a manicure à espera de quem não veio
Ficaram por ler documentos de uma reunião
Ficaram para trás os planos de um dia em cheio
Ficou tudo em stand by, e nada de solução.

Ser mãe é perceber que não podemos ter planos.
É ir vivendo um dia de cada vez. 
Mas algo me diz que vou ter saudades destes anos, 
de quando um era bebé e o outro tinha três.

E assim termino este poema fraquito
enquanto mastigo um ovo mexido com pão.
Ontem ficou tudo em pantanas cá em casa
e agora tenho que ir arrumar o casarão.

Abraço!! 

Sigam-me também em

4 comentários

Comentar post