Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Um blogue de pessoas imperfeitas. A viver num triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Um blogue de pessoas imperfeitas. A viver num triângulo perfeito.

O que as mães de "primeira viagem" podem ensinar às mães experientes

Quando engravidei pela primeira vez achava que sabia muito pouco. Era totalmente inexperiente no que toca a bebés e a todos os assuntos ligados à puericultura.

Por isso, recorri muitas vezes aos conselhos das amigas que já tinham sido mães. Lembro-me de ter comprado um bloco de notas onde estava constantemente a apontar informações que essas amigas me davam. 

Com as aulas de preparação para o parto, as dicas que fui recolhendo da internet e as recomendações das amigas-mães, o bloco de notas rapidamente ficou cheio. E eu adorava ler e reler todas as minhas notinhas, como se de um scrappbook se tratasse.

A verdade é que cerca de 1 semana após o parto, concluí que já não precisava do bloco de notas para nada e guardei-o carinhosamente na minha gaveta das recordações. 

Lembro-me de ter dúvidas estúpidas como por exemplo, quanto ao número de fraldas de pano a comprar, se deviam ser de algodão ou de outro material, se devia bordar o nome ou não, etc, etc.

Perguntei a 4 ou 5 amigas e depois fiz a média do número de fraldas que cada uma me indicou (ainda hoje me rio ao lembrar disto) tendo chegado à módica quantia de: 10 fraldas de algodão brancas, 10 fraldas de "não algodão" (não me recordo agora do tecido) porque "são mais fofinhas e suaves", 10 fraldas bordadas com macaquices e rendas e folharecos, e mais sei lá o quê.

Tudo isto para dizer que uma mãe de primeira viagem tem sempre imensas questões (pode não as verbabilizar, mas tem-nas...) e não lhe passará nunca pela cabeça ser ela a dar conselhos às outras mães. 

Eu também pensava assim, até há pouco tempo. Entretanto percebi que todos estamos aptos a receber e a dar conselhos e que:

 

- as mães de 2º ou 3º viagem NÃO SABEM TUDO (verdade que a muitas custa assumir);

- as mães de 1º viagem podem ensinar-nos muito.

 

Vou dar exemplos...

 

As mães de 1º viagem têm tendência a ler imenso, a pesquisar montes de informação porque se sentem insguras.

E por causa disso, dessa avidez de conhecimento poderão acabar por ficar mais atualizadas que as mães que já tiveram os seus filhotes há 3 ou 4 anos. 

 

Mais atualizadas como? 

 

Ponto 1- Mais atualizadas em relação às novas tendências de moda (seja de roupa, seja de decoração)

Ainda esta semana conversei com uma amiga que vai ser mãe pela primeira vez. De repente veio à baila o tema "mochilas de maternidade". Eu não sabia o que isso era... A verdade é que sempre usei o tradicional saco de pendurar no carrinho (aqueles fofinhos da pasito a pasito ou da mayoral...)

Quando ela me falou das ditas mochilas e me mostrou as suas funcionalidades, fiquei eufórica! Que coisa tão prática.

- Quero já uma dessas mochilas para mim, pensei.

Até porque nunca me consegui entender com o raio do saco de colocar no carrinho.

E, reparem, foi uma mãe de primeira viagem que me deu a conhecer as mochilas! :)

 

Ponto 2 - Mais atualizadas em relação aos novos paradigmas da pedagogia, da educação infantil (porque estão a ler os livros e os autores que sairam naquele ano); Claro que isto não significa que as novas teorias sejam as mais corretas, mas... as mães de primeira viagem sabem-nas todas na ponta da língua :))

 

Ponto 3- Mais atualizadas em relação aos próprios cuidados ao bebé (a sério?)

Em relação ao último ponto, lembro-me perfeitamente de uma mãe que frequentou comigo há três anos as aulas de preparação para o parto. 

Eu era mãe de primeira viagem. Ela, de 2º.

Quando as enfermeiras questionaram por que motivo essa mãe se encontrava ali, a resposta foi rápida.

- Fui mãe há 9 anos. Desde aí parece que tudo mudou. Dantes diziam para deitar o bebé de barriga para cima, agora dizem que o melhor é deitar lado!

E isto é apenas um exemplo. Quero saber quais são as novas teorias. Quero perceber o que fiz mal e o que posso fazer ainda de melhor... Quero aprender a colocar uma cadeira no carro com isofix, que no meu tempo não havia nada disto.

 

E logo responde uma mãe de primeira viagem: - Nós podemos ajudar! Já comprámos a nossa e é super simples!

 

Portanto, e concluindo um pouco esta ideia....

Vamos parar de olhar para as mães de primeira viagem, como se fossem virgenzinhas ingénuas no que toca aos bebés? Sem que o pareça, elas têm muito para nos ensinar. 

Neste momento estou prestes a ser mãe pela segunda vez, mas não tenho qualquer problema em pedir conselhos às mulheres que ainda não conheceram o sabor da maternidade. 

O importante é que estejamos abertos a ouvir novas perspetivas. Sem arrogância e sem qualquer tipo de desprezo por quem ainda não viveu o "amor maior".

 

O que acham?

Sigam-me também em

4 comentários

Comentar post