Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Um blogue de pessoas imperfeitas. A viver num triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Um blogue de pessoas imperfeitas. A viver num triângulo perfeito.

O meu filho não é um leitão

61104b8878e07c7db6eafeb3fed99a25.jpg

 

Não consigo perceber a obcessão que as pessoas têm com o comprimento e o peso do recém-nascido. 

Já me perguntaram várias vezes quais eram as medidas do Xavier à nascença, e eu lá vou respondendo (às vezes demoro um pouco porque nem eu me lembro), mas sinceramente não consigo perceber o que é que as pessoas fazem com essa informação...

Qual o interesse de saber que o Xavier nasceu com x quilos e y cm?

Em que é que isso o define? Em que é que isso me define a mim como mãe?

Será que o peso ou o comprimento do bebé à nascença são um atestado da qualidade dos meus óvulos ou dos espermatozóides do pai?

Será o peso um reflexo dos meus hábitos durante a gravidez?

 

Ok. Sim, também pode ser um resultado dos meus hábitos.

Mas existe uma coisa chamada "genes e hereditariedade" e, se a mãe ou o pai foram pequenotes, dificilmente o filho vai nascer gigante...e se forem grandes, provavelmente, o filhote também vai ser gordinho.

 

Sei que muitas pessoas perguntam isso para fazer conversa... Para serem simpáticas, para terem alguma coisa para dizer. Nada contra, ok? 

E atenção... que a pergunta "Quanto media à nascença", a mim pessoalmente não me incomoda nada. Respondo na boa. 

 

O que eu não consigo é disfarçar o meu ar de tédio quando respondo à pergunta. Fico sempre com aquela sensação de que estamos a comparar o meu bebé a um leitãozinho ou a um saco de batatas :)

 

Mais alguém? 

 

 

Sigam-me também em

7 comentários

Comentar post