Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Seg | 22.10.18

O Bullying: esse monstro invisível (1º parte)

O Triângulo Perfeito

No dia 20 de outubro assinalou-se o Dia Mundial de Combate ao Bullying.

Este é um tema que me toca. Não só porque o já o vivenciei, durante algum tempo na minha infância, mas também porque me deparo com o fenómeno, frequentemente, nas escolas onde vou lecionando.

Por isso... não poderia deixar de registar aqui algumas ideias. Vou escrever alguns posts (curtos) sobre o assunto.

 

Como é sabido, a maior parte das vítimas de bullying sofre em silêncio. Num estudo realizado pelo Instituto Superior Miguel Torga com uma amostra de 145 crianças, mais de metade dos inquiridos confessou que já sofreu bullying, mas... não o denunciou. Isto é assustador!

Por que é que as vítimas não denunciam o abusador?

De uma forma geral, e com base na minha experiência a nível escolar, posso apontar alguns motivos (certamente haverá outros):

o medo de represálias, a falta de confiança na capacidade dos adultos para resolverem o problema, a sensação de impotência, a vergonha de contar, o receio de ser excluído do grupo... entre outras.

Independentemente das causas, este silêncio dificulta (e muito!) a ação daqueles que potencialmente poderiam ajudar.

Falo dos pais, dos amigos dos funcionários, dos professores, dos psicólogos e dos assistentes sociais, por exemplo.

Por isso, e porque o bullying é na maioria dos casos um "monstro invisível" é muito importante estar atento a alguns sinais que poderão indiciar uma situação de abuso (seja este verbal ou físico).

 

São exemplos desses sinais (Fonte: Delas.pt)

  • Decréscimo brusco do rendimento escolar
  • Alterações de humor frequentes: com especial incidência para a tristeza
  • Facilidade em ficar ansioso sempre que se aborda o tema da escola
  • Ataques de impaciência sem uma explicação aparente
  • Irregularidades do sono e do apetite
  • Dificuldade em prestar atenção
  • Isolamento social (evitar estar com os amigos, pouco interesse por eles)
  • Evidência de timidez e insegurança

Nem todos os sinais se manifestam ao mesmo tempo, sendo que alguns podem nem sequer chegar a evidenciar-se. Por isso é que é tão difcícil detetar o bullying...

Um bom aluno, por exemplo, poderá continuar a ter boas notas (ou até subir o seu aproveitamento, já que acaba por estudar mais tempo tentar "esquecer" a sua dura realidade). Foi este o meu caso. Quanto mais isolada me sentia, melhores notas tirava.

Contudo... a tristeza súbita, desânimo face à escola, choro "sem razão aparente", isolamento e insegurança são aspetos praticamente transversais à maioria das vítimas.

 

Bem... disse que o post ia ser curto e afinal foi longo. Sorry! Mas este é um tema de que vale muito a pena escrever (continua...)

 

5 comentários

Comentar post