Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Maternidade é jogo de bola

Às vezes pergunto-me... e se eu desistisse?

Se desistisse de arrumar a casa...

de passar a ferro...

de pôr roupa a secar ...

de lavar loiça...

de fazer o jantar...

E se eu desistisse... e fosse descansar?

 

Às vezes pergunto-me... e se eu fugisse para longe?

Se batesse com a porta e me metesse à estrada...

para apanhar sol...

tocar na areia...

sentar numa esplanada....

junto ao mar.

E se eu desistisse... e fosse viajar?

 

Se não me levantasse para fazer biberão ao mais velho

Se não desse mama, quando o mais novo está a chorar.

Se não tivesse um abraço sempre pronto

e um bom conselho

e um beijo sempre à espreita

Se deixasse os meus filhos na creche

e não os fosse buscar?

 

Como seria... se começasse a falhar?

 

Não posso. Sei que não posso...

Porque maternidade é como jogo de bola

quando a gente entra em campo tem mesmo que jogar

Correr, suar e chutar para o alto.

de coração em riste!

 

Mãe que é mãe não vai embora.

Mãe permanece.

Mãe fica.

Mãe insiste.

 

Às vezes pergunto-me... e se eu desistisse?

Mas mesmo cansada, sei que vou lutar

Todos os dias, visto a camisola do amor

e entro em campo.

Sou mãe, sou capitã de equipa

soou o apito

e eu entro a titular.

Sigam-me também em

5 comentários

Comentar post