Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

"Mamã, tu já sabes que eu não consigo comer nas festas!"

Junho 11, 2019

O Triângulo Perfeito

É verdade... sempre que vamos a uma festa ou a um restaurante mais barulhento, o Vasco recusa-se a comer.

Por mais que tentemos, não consegue estar mais que 5 minutos sentado à mesa, com tanta agitação.

A verdade é que só conseguimos que fique parado se lhe pusermos um vídeo no tablet...

Ontem foi um desses dias. Fomos à comunhão da prima Sofia e a comida estava deliciosa!

Primeiro, o Vasco recusou os rissóis dizendo que eram de camarão (não eram nada, eram de carne!).

Depois, recusou a patanisca porque estava quente (não estava nada, estava morna!).

A seguir cuspiu um bocado de panado porque "tinha crosta" e quando eu já estava a ficar com os nervos ao rubro decidiu que a única coisa que ia consumir era... alface! Alface??

Sim. Só alface. Mas tinha que ser da lisa. Da frisada já não queria.

Passando para a refeição principal, vamos lá ver... primeiro não quis o puré. Depois rejeitou a carne estufada porque tinha "restos de puré na colher"... E assim foi, sempre a colocar defeitos de prato em prato...

Eu sei... eu sei o que vocês devem estar a pensar... Muito mimo, não é?

Mas a verdade é que este miúdo sempre foi assim. E quem lê este blogue há mais tempo, sabe o que eu tenho passado, e conhece as estratégias mais ou menos criativas que já encontrei para o fazer comer.

O que vale é que agora quando vamos para as festas já estamos prevenidos. Em casa, vai logo um prato de sopa ou duas peças de frutas antes de sair para a festa, que é para depois não passar fome.

Quando o Vasco chegou a casa, no fim do dia, claro está que tinha a barriga a dar horas. Atacou uma malga enorme de leite com bolachas e comeu até rebentar.

Perguntei-lhe porque é que que não tinha comido nada na festa.

- Afinal, se estavas com tanta fome por que não comeste? É que nem a gelatina foi desta vez! - disse-lhe.

- Mamã... - diz-me o meu filho de 3 anos com ar condescendente - Não sei porque é que insistes! Tu já sabes que eu não consigo comer nas festas...

E rebola os olhos com ar de superioridade.

Unf!! Estão a ver a minha cruz? 

IMG_2168.JPG

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me também em

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D