Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Lado a lado

Julho 12, 2019

O Triângulo Perfeito

No infantário que o meu filhote frequenta, estas duas semanas foram de praia, de sol e de mar.
Todas as manhãs, as educadoras e auxiliares metiam os meninos num autocarro e rumavam para uma certa praia aqui do norte do país.
Tirando aquele dia em que se baldou à praia por estar cansado, o Vasco adorou.
Sei que muitas mães por esse país fora ficam preocupadas na altura em que os miúdos vão à praia com a escola.
É natural ter medo e ficar a pensar em todas coisas más que podem correr mal nessas viagens. Faz parte do pacote de ser mãe/pai.
Amor, dedicação e medo… vem tudo na mesma encomenda :)
Mas eu digo-vos com toda a convicção: não fiquem stressadas. Porque os vossos filhos, regra geral, quando vão à praia com a escola, estão em boas mãos.
Sou mãe, mas também sou professora. E neste momento, faço parte do ATL da minha escola.
Algumas vezes por semana faço parte da equipa que leva os meninos dessa escola à praia.
É uma grande responsabilidade levar crianças em passeio, seja para a praia, seja para outro lugar qualquer. E as educadoras sabem isso.
Por isso é que há regras muito rígidas- Há filas que não se podem desfazer, há horários fixos para banhocas e para lanche. há toda uma série de rotinas.
São essas regras que tornam toda a dinâmica mais segura.
Hoje estive lado a lado com o meu filho.
Bem… lado a lado talvez seja um exagero. Estivemos separados por cerca de 500 metros.
Eu fui levar os meninos da minha escola à praia e o Vasco esteve exatamente na praia com a escola dele. Apenas meio quilómetro ao lado.
Durante a manhã, enquanto vigiava o grupo da minha escola, eu olhava de vez em quando para sul, para o lugar onde sabia estar o meu filho com o infantário dele.
Não o via, dada a distância, mas podia imaginar o cenário :)
Enquanto os "meus" miúdos brincavam e riam no mar, imaginei o meu filho a rir e a chapinhar na água, lá ao longe.
Enquanto lanchávamos, pensei que se calhar naquele momento o meu filho estaria também a trincar qualquer coisa.
Não me senti amedrontada, nem ansiosa, nem preocupada.
Se o meu rebanho está em boas mãos, então o Vasco também esteve seguro durante estas duas semanas.
Porque o cuidado que eu ponho naquilo que faço, será certamente o mesmo cuidado que os outros têm com o meu rebento.
É assim que eu penso.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me também em

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D