Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Hoje ficámos em casa

bebe-doente-dicas (1).jpg

Hoje ligaram-me do infantário, por volta do meio dia, a dizerem que tinha que ir buscar o Vasco porque ele estava com febre. Como à quinta-feira de tarde não dou aulas, achei que devia dar algum descanso aos avós: fui buscar o pequenote.

Passámos a tarde juntos no quentinho da nossa casa. Eu e o Vasco, o Vasco e eu. Durante sete horas. Sempre na brincadeira. Foi giro. Tirando uns cocós esquisitos (continuo na esperança que sejam dentes) achei-o bem disposto. Da febre nem sinal...

A verdade é que hoje tinha reservado a tarde para cuidar de mim... Algo que os amigos e a família me têm aconselhado a fazer. Isto porque, nos últimos tempos, ando um bocado desleixada e moída de cansaço. 

Ontem olhei-me ao espelho e reparei que a raíz do cabelo já estava com uma cor muito diferente da cor inicial e que as brancas já se estão a notar outra vez. Também, pudera: só vou ao cabeleireiro quanto o rei faz anos. Por outro lado, como consegui retirar todo o verniz das unhas à dentada, as minhas mãos também estavam um cristo. 

"Vamos lá reservar umas horitas na cabeleireira" - pensei. Note-se que até nem gosto de ir. Mas pronto, já estava mentalizada para a seca que ia apanhar. 

Depois disso, ainda tinha pensado passar pelo hiper. Queria fazer uma receita apetitosa que vi na net e precisava de uns ingredientes (à quinta-feira come-se melhor cá em casa, pois tenho a tarde toda para me dedicar à cozinha, eh eh).

Mas os planos mudaram. E a tarde foi passada com o meu menino. 

Saltou, brincou, mexeu nas gavetas todas e... depois de oito horas acordado,  acabou agora mesmo de adormecer (fica tão fofinho, agarrado ao cobertor peludinho azul).

Como não vos quero falhar, vim aqui num instante escrever este post.

A minha sala está um caos, parece que passou um furacão. A minha cozinha idem. E eu tenho a roupa tão suja de sopa que me apetece ir vestida para a banheira. A minha tarde "zen" foi para o caneco. E a receita especial que ia fazer acabou agora mesmo de ser substituída por... massa com atum! :)

O meu menino passou um dia em cheio e adormeceu feliz. E eu, apesar de estar cansada com sei lá o quê, estou feliz também.

Será que a febre dele era "psicológica"?! Será que o que ele estava a sentir era... falta dos mimos da mãe? :)

Fiquei a pensar no assunto.

Sigam-me também em