Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Festa de fim de verão 2019

Setembro 09, 2019

O Triângulo Perfeito

Pão. Vinho na mesa.

Risos aqui e ali. Gente que vai chegando aos poucos. 

Uns sentam-se. Outros ficam em pé, a conversar.

Panelas de ferro gigantes. Massa à lavrador. Feijoada à moda do Porto.

Coisas leves. Leves! Que isto era para ser um picnic. 

Esteve até à última para ser um picnic no campo. Mas transformou-se numa festa em casa da prima.

Mas mesmo que fosse para merendar ao pé do rio, a ementa era a mesma.

Gente do norte... gente que gosta de comer. 

Boa cama, boa mesa. Quem não é para comer, não é para trabalhar. Tudo serve de pretexto para mais um prato cheio de solas e de feijão.

Abre-se mais uma garrafa. Vinho verde fresquinho. 

O pessoal da coca-cola põe mais uma pedra de gelo no copo.

Panados para as crianças. Rissóis. Arroz com fartura. 

Mesa comprida, cadeiras de plástico. Uns sentam-se, uns levantam-se. Nunca estamos todos sentados.

Um bebé come, outro quer dormir. 

Mete-se uma piscina insuflável dentro da garagem. Os miúdos tomam banho enquanto a gente come. 

Vamos para a piscina cedo de mais. Calor aperta. Há que aproveitar os últimos cartuchos do verão.

A piscina cheia de insufláveis. O flamingo do ano passado, o crocodilo deste ano. É a selva aquática.

Atiram-se pessoas à àgua. Uns berram, outros riem-se.

Este ano salvaram-se os telemóveis. Já ninguém anda com eles no bolso: aprenderam a lição.

Canta-se aqui e a li. Põe-se a coluna de som a berrar. 

Improvisa-se uma discoteca. Os mais novos ensinam os passos de dança dos hits deste ano.

Alguém pede uma sessão de Karaoke. E alguém insiste que sem microfone não tem piada.

"Fecha a porta, apaga a luz, vem deitar-te ao meu ladooooo".

Uma prima fecha o punho e faz de conta que tem um micro. A outra agarra uma lanterna e canta sem problemas.

E ficam horas de regressar a casa. 

Colocamos os miúdos no carro, dizemos Adeus e esperamos que o portão da casa da prima abra. 

O carro desliza na estrada de paralelo da aldeia e ainda ouvimos ao longe o concerto das primas:

"Fecha os olhos, esquece o tempo, nesta noite sem fiiiiiiiim"

E é isto. 

Para o ano há mais.

69867810_1008107049531835_5507039193286574080_n.jpg

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me também em

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D