Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Barriga subida, barriga descida (e já se calavam todos...)

Nos últimos tempos, e por estar já no fim da gravidez, tenho ouvido vários comentários sobre a minha barriga.

Aparentemente, segundo a opinião geral, "ainda está muito subida".

 

Já na última gravidez me diziam o mesmo. E agora, voltam à carga....

É a senhora do supermercado, é a tia em 2º grau, é a colega de escola, é a amiga, é a funcionária do café.

Pleaseeee, parem com isso...

 

Para além do comentário ser negativo (existe uma ideia preconcebida de que se barriga está subida, então o parto vai ser difícil) ainda tenho que levar com aqueles olhares de piedade... acompanhados da mãozinha em cima da minha barriga para confirmar o seu empinanço.

 

Perguntei a algumas colegas que já foram mães (o meu caso não conta porque o primeiro parto foi de cesariana), se esta coisa da barriga subida ou descida, tem assim tanto significado em termos de parto pélvico.

Pelo que percebi, não passa de um mito.

Várias pessoas com quem falei, relataram que a "barriga só desceu durante o próprio parto" e em algns casos "nem sequer desceu". 

 

Portanto, ó gente de Portugal, do planeta Terra e arredores:

Parem de me causar stress e ansiedade com essa história da barriga subida. Já não aguento mais os olhares de comiseração (como quem diz, ui o que tu vaia passar. rapariga..)

 

Não podemos ver a coisa pela positiva? :))

 

Pode-se pensar, por exemplo, que eu tenho uma boa genética. E que tal como as mamocas ainda não precisaram de manutenção, o resto da fisionomia também permanece nas alturas.

Ou então que tenho uns excelentes abdominais, trabalhados e definidos com anos e anos de ginário (mentira tão grande que até me engasgo).

E que esses músculos têm mantido esta suculência toda no seu sítio, nos últimos 9 meses. Sem descer um milimetro...

Sou uma pessoa otimista. Escolhi não acreditar no mito da barriga. Aviso que poderei partir para a violência se me voltarem a falar do assunto. 

 

 

Sigam-me também em

1 comentário

Comentar post