Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

A vida de uma família perfeitamente normal

O Triângulo Perfeito

A vida de uma família perfeitamente normal

14.06.19

Dúvidas importantes

Ana
- Mamã... O corrossel chama-se corrossel porque corre muito não é? - Não é corrossel... diz-se CARROSSEL, Vasco... - Ah... então chama-se carrossel porque tem muitos carros a andar à roda.  - Nunca tinha pensado nisso. Realmente... Deves ter razão, Vasco! - Pois. Devo ter. Mas há um problema. - Qual? - Nem todos os carrosséis têm carros. Alguns têm animais.  - Hum... pois... esses são os animosséis - digo-lhe na brincadeira. - Não brinques! Esse nome não existe! - Pois (...)
12.06.19

Um doce!!

Ana
O Vasco tem tanto de reguila, como de meigo e ultimamente tem sido uma doçura na forma de falar. Entre outras coisas, vou dizer-vos o que esta mãe aqui tem ouvido: - Mamã, és tão bonita!  - Eu também quero ir contigo à rua. Eu porto-me bem, eu gosto de ti! - Eu gosto tanto que me venhas buscar à escola! - Mamã, porque demoraste a vir buscar-me? Eu estava aqui à tua espera! - Tinha saudades tuas, mamã! - Abraça-me. - Tens um vestido muito bonito. - Não quero ir à escola, (...)
11.06.19

"Mamã, tu já sabes que eu não consigo comer nas festas!"

Ana
É verdade... sempre que vamos a uma festa ou a um restaurante mais barulhento, o Vasco recusa-se a comer. Por mais que tentemos, não consegue estar mais que 5 minutos sentado à mesa, com tanta agitação. A verdade é que só conseguimos que fique parado se lhe pusermos um vídeo no tablet... Ontem foi um desses dias. Fomos à comunhão da prima Sofia e a comida estava deliciosa! Primeiro, o Vasco recusou os rissóis dizendo que eram de camarão (não eram nada, eram de carne!). Depois, (...)
08.06.19

Xavier contra-ataca!

Ana
O Vasco adora irmão, mas está sempre a tocar lhe, a beliscar e a tirar lhe os brinquedos da mão. O Xavier vai aguentando tudo com uma paciência estoica mas claro que às vezes também se enerva e passa-se dos carretos.  Normalmente, é o Xavier que chora por causa das tropelias do irmão mais velho. Mas ontem foi diferente... estava no meu quarto e de repente o Vasco vem ter comigo a chorar. - O Xavi mordeu me! - lá foi ele dizendo pelo meio dos soluços. Bem... parece que o mano (...)
28.05.19

Reserva de Brinquedos

Ana
Desde que o tempo começou a aquecer que vou buscar os miúdos à escola, a pé. Deixo o carro perto do infantário (para depois ir lá busca-lo à noite) e faço com os pequenos a travessia da minha cidade.  A escola deles fica num extremo e a minha casa, na outra ponta. Por isso, ainda passeamos bastante antes de chegar a casa. O Vasco gosta de cuscar todas as lojas (farta-se de me pedir coisas) e até nas farmácias quer entrar, porque sabe que há uma zona infantil com brinquedos para (...)
27.05.19

Um... e outro

Ana
Um adora tirar fotos. O outro sente que há coisas bem mais divertidas para fazer. Um adora fazer pose. O outro... está-se a marimbar  Um é tranquilo. O outro é um furacão saltitante. Um gosta de música. O outro gosta de correr e saltar. Tão lindos. Tão diferentes. Tão amados. E tão meus! Percebo perfeitamente um e outro. Porque sou uma mistura dos dois.  E amo os dois intensamente, com todas as suas variações.      
22.05.19

Prometo compensar-te!

Ana
Têm sido dias intensos a nível laboral e as 24 horas do dia não chegam para realizar com eficácia todas as tarefas da minha lista. A minha mesa da sala de jantar está cheia de papelada, o cesto da roupa a transbordar, na escola multiplicam-se as reuniões, há imensa documentação ara preencher. Simultaneamente, meti -me numa ação de formação ao sábado à tarde e já não tenho o sábado de manhã livre há muito tempo porque dou apoio a um primo que está a preparar-se para os (...)
15.05.19

O que é que vocês fazem em relação aos fofós?

Ana
Na segunda-feria à noite, como o Xavier não apresentava melhoras da sua "suposta" virosa, fomos ao hospital para ouvir uma nova opinião médica.  Levámos o Vasco connosco pois não tínhamos onde o deixar. Já na sala de espera da urgência, o Vasco foi protagonista de um momento que alterou entre o vergonhoso e o hilariante. Andava ele a correr e a saltar pelos bancos com a sua alegria habitual quando lhe deu um ataque de flatulência.  Cá em casa não chamamos puns, nem puzetes, (...)
09.05.19

Aqui na vovó...

Ana
Ontem fui buscar o Vasco ao infantário e, antes de irmos para casa, parámos em casa da avó para eu pegar numas coisas. Como o Vasco vinha da escola super transpirado sugeri que tomasse banho ali mesmo, na casa avó . Ele ficou todo contente porque a avó tem uma banheira xpto que faz hidromassagem. Começou logo a despir-se.  A complicação começou aí ... Primeiro, coloquei dois carrinhos dentro da banheira para ele brincar. - Quero mais brinquedos, mamã. AQUI NA VOVÓ tomo (...)
03.05.19

Sempre a mesma coisa...

Ana
Quase todos os dias me zango com o meu filho mais velho (de 3 anos) na hora de entramos para o carro, depois de o ir buscar à escola. É sempre a mesma coisa... abro a porta e tento senta-lo na cadeirinha.  Ele começa a fugir-me e salta para o lugar do condutor (por vezes, ainda toca na buzina o que me tira do sério). Por fora do carro, eu dirijo-me para o lugar do condutor e nesse momento o que é que ele faz? Salta para o lugar do pendura. Começo a enervar-me a sério e a dizer-lhe (...)