Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Sou uma mulher no meio de três homens. Vértices de uma constelação de amor, eles são o meu triângulo perfeito.

Janeiro 30, 2020

O Triângulo Perfeito

Andei todo o dia a forçar um sorriso que teimou em não aparecer. Acordei as 6 da manhã, dei de mamar e vesti o mais novo que decidiu não querer dormir mais. Esperei pelo acordar do mais velho, o Ze ajudou a dar o pequeno almoço e a vesti-lo. Levamos miúdos à escola no meio do frio e da chuva. Às 8.30 ja estava no meu emprego, adiantei uns testes e umas aulas. Comecei a sentir as sequelas da noite mal dormida (xavier acordou três vezes de noite e não queria adormecer) por volta das nove da manhã.
Olhos pesados, vontade de voltar para a cama. Percebi que não ia conseguir ser a pessoa divertida e de sorriso fácil do costume. Dei as aulas da manhã, almocei um pão à pressa, coloquei uns phones no ouvido na hora do almoço e fiquei a ouvir música enquanto esperava pelas aulas da tarde.
Mil vezes passou pela minha cabeça a ideia de me ir embora para casa. Mil vezes disse a mim mesma que não o iria fazer. E não fiz.
Terminei o trabalho, fui a correr para casa onde dei apoio a uma prima que precisava de ajuda a biologia.
As sete horas fui a uma consulta que já andava a adiar. As 19.40 fui buscar os miúdos que às segundas feiras vão a casa da avó.
Levei -os para casa. Mais chuva. Dar o jantar a um e a outro. Dar de mamar ao mais pequeno e adormecer o mesmo.
Ir à sala fazer um pouco de companhia ao mais novo e... regressar à cama.
Foi um dia cansativo, não via hora de me deitar. Não parei um segundo e dei-me conta que praticamente não socializei com ninguém.
Hoje tornei-me propositadamente invisivel. Mas ser invisível também acabou por ser estranho e triste.
À procura de algo que dê sentido a este dia, concentro-me agora no sorriso dos meus filhos, nas gargalhadas dos meus colegas, do meu marido e dos meus alunos. E são esses sorrisos que me fazem serenar enquanto lentamente vou fechando os olhos e me deixo adormecer.
Até amanhã... eu já disse que odeio segundas feiras? 🤔

Janeiro 30, 2020

O Triângulo Perfeito

E esta mania que eles têm de querer levar brinquedos de casa para a escola?

Como se não bastasse andarmos a carregar as mochilas, o guarda chuva, a nossa carteira e a tentar que não se desviem muitas vezes no percurso... ainda temos que os ver a levar carros e dinossauros que caem ao chão mil vezes nas alturas menos top e nos obrigam a parar no meio do caminho para tirar os ditos cujos de poças de água malcheirosas (porque a lei de murphy funciona sempre nestas alturas e se o brinquedo tiver dois sitios para cair... vai cair no mais sujo de certeza).
Por isso eu digo NÃO AOS BRINQUEDOS LEVADOS PARA A ESCOLA!


(Mas como sou um coração mole às vezes também digo sim... e arrependo-me claro!) 😉

Janeiro 02, 2020

O Triângulo Perfeito

IMG_2967.JPG

Nao foi um ano de grandes realizações, nem a nível pessoal nem profissional. Foi antes um ano de consolidação das coisas boas que já existiam, um ano que veio trazer mais segurança e ainda mais estabilidade.

Foi um ano cansativo do ponto de vista físico, mas acredito que com o tempo as coisas vão melhorar.
Foi o ano em que cheguei aos 40, assim como o Ze. E embora digam que os 40 não mudam nada em relacao aos 39, senti bastante a chegada a esta nova etapa.
Interiormente, fiz uma série de reflexões e de balanços, medi o grau de concretização dos meus objetivos e embora reconheça que nem tudo é perfeito não posso deixar de me sentir feliz com o que a vida me tem dado.
Ao longo do tempo alguns sonhos foram ficando para trás (como o jornalismo) substituídos por outros que inesperadamente me estão a dar tanto ou mais prazer que esses, como é o caso do ensino e da maternidade.
O ano de 2019 trouxe-me ainda um maior conhecimento de mim mesma, das minhas limitações e potencialidades. Cheguei a conclusões surpreendentes em relação à minha pessoa e acho que o caminho depois desta auto revelação vai ser mais fácil. Para o futuro desejo apenas que a vida se mantenha assim, tranquila, com saúde e que possa desfrutar da companhia dos que me são queridos durante muito tempo.
Para vocês que nos seguem... desejo o mesmo! Um excelente 2020 para todos!

Dezembro 31, 2019

O Triângulo Perfeito

O natal da nossa família é feito, de forma alternada, em minha casa e na casa do meu irmão.
No ano passado fizemos a festa em nossa casa. Este ano, calhou fazer na casa do meu maninho.
O meu irmão vive na cidade, mas tem também nos arredores, uma pequena casa de madeira com um ar muito "Alpes da Suíça".
Passar lá o natal revelou-se uma experiência muito gira porque o ambiente daquela casa é fenomenal e para além disso há imenso terreno para os miúdos brincarem à vontade!
As mesas da noite de consoada e do almoço do dia de natal estavam lindas, olhem só!

 

80759981_1105524949790044_4635972615377256448_n.jpg

 

80808339_1105525199790019_4708255269996462080_n.jpg

 

81594033_1105525283123344_674635711755845632_n.jpg


Na nossa família come-se bacalhau cozido com batatas na noite de consoada. No almoço de natal comemos roupa velha, cabrito e Peru.
Isto para além dos salgados e da doçaria eh eh.
Este ano tentei não abusar porque fico sempre muito aflita das "tripas" (isto pode-se dizer num blogue? ) nos dias a seguir ao natal, por isso abdiquei do álcool, dos sumos e do marisco que me faz alguma alergia.
Infelizmente, não consegui resistir ao queijo e ao presunto. Talvez para o ano!

Uma das partes melhores do nosso natal é não termos que escolher lados da família. Connosco não existe aquela questão de um ano ser com os meus sogros e outro ano com os meus pais. Estamos sempre todos juntos, só muda mesmo é a casa Agora o grupo mantem-se sempre o mesmo.
Como os meus sogros se dão muito bem com os meus pais e com a família da minha cunhada fazemos sempre a reunião das três famílias e ninguem tem que ficar sozinho no natal.

No próximo post vou falar-vos de algumas tradições do nosso natal.
Como vao reparar é muito agitado. Sobretudo o dia 24...

 

Dezembro 15, 2019

O Triângulo Perfeito

Ir à Serra da Estrela e não comprar um trenó, inicialmente parecia-me uma decisão sensata.
Afinal de contas, seria mais um objeto a atafulhar o nosso carro (que estava já tão cheio de tralha). Para além disso "se calhar nem ia haver neve", pensava eu.
Contudo. à medida que íamos subindo a montanha e observávamos o pintalgado de branco... a ideia do trenó começou a parecer cada vez mais interessante!

Mesmo à última da hora, decidimos comprar o dito cujo, numa daquelas lojas de artesanato que ficam no sopé da serra e que vendem de tudo um pouco.

Foi uma decisão excelente! Os miúdos divertiram-se à brava e os pais também...

Por isso... se têm crianças, invistam em algo do género.
Eu sei que provavelmente só o vão usar uma vez por ano, mas não é assim tão caro (o nosso custou 14 euros) e vale umas boas risadas!
Ora vejam lá... 

IMG_2944.JPG

IMG_2955.JPG

IMG_2950.JPG

 

IMG_2959.JPG

 

IMG_2960.JPG

IMG_2969.JPG

 

IMG_2980.JPG

 

IMG_2967.JPG

 

 

Dezembro 14, 2019

O Triângulo Perfeito

No início da semana fui dar um passeio com o Vasco e tive que responder de rajada a três questões.

Primeira:
- Mamã, tu no outro dia disseste que eu no início era uma bolinha. Como é que esse bolinha cresceu e se transformou em mim?

Segunda:

- Mamã, como é que as renas do Pai Natal voam se não têm asas?

Terceira:
- Sabias que o fogo derrete o gelo e que o gelo apaga o fogo? Então afinal qual é o mais forte?!

E é isto a que chamam a "idade dos porquês", penso eu... Deus me ajude... 

IMG_2905.JPG

 

Dezembro 13, 2019

O Triângulo Perfeito

IMG_2295 (1).JPG

Estamos a tentar eliminar a amamentação noturna do Xavier mas confesso que não está ser fácil.
Ele adormece sempre na maminha e esse momento de mimo até me sabe bem e por isso quero manter.
Mas gostava que ele dormisse a noite toda e não me obrigasse a acordar as 3 da manhã para lhe dar mama também.
Combinei esta semana com o pai que se o bebé acordasse a meio da noite seria ele a ir ao quarto dele.
Resultado?
Estou na minha cama e só ouço:
- Sai! Sai! Sai! Mamã! Mamã!
O Xavier nem tolera que o pai se aproxime. E faz valer a sua posição aos berros.
Portanto, 20 minutos depois e já com a cabeça em água por ouvir tanto choro lá estou eu no quarto dele a dar mama...
Não está fácil! 😀

 

Dezembro 12, 2019

O Triângulo Perfeito

80257371_1089076711434868_93360356948180992_o.jpg

Ontem, no insta, uma seguidora pediu-me conselhos sobre este assunto e dei-me conta que realmente nunca tinha tocado no assunto aqui no blogue.
Por isso aqui seguem cinco estratégias que usámos com o Vasco e que tiveram algum sucesso:

1- Falar sempre da chegada do mano como sendo um acontecimento muito positivo. São de evitar aquelas frases amargas como "estás mesmo a precisar de um mano para deixares de ser egoísta ", "quando a tua mana chegar vais aprender a partilhar!" , "estás um mimado, faz-te falta um mano". Todas estas frases ( e outras do género) apresentam o mano como um elemento que vai castigar, disciplinar e trazer coisas menos agradáveis. Por isso... evitem cair na tentação de dizer isto e aconselhem as pessoas próximas a fazer o mesmo.

2- Dar como exemplo outros colegas da mesma sala ou turma que já têm manos e mostrar como são felizes por terem alguém com quem brincar em casa.

3- Envolver a criança nos preparativos para a chegada do mano. Por exemplo, podem ir com ela à loja de vestuário e deixa-la escolher algumas roupinhas.

4‐ No dia do nascimento do bebé... não acho muito boa idéia avisar que estamos a ir para o hospital porque isso cria uma ansiedade extrema na criança. Ela vai estar sempre a perguntar aos adultos a quem ficou entregue se o bebé já nasceu e vai entrar em stress. É preferível pedir a alguém (avós por exemplo) que vá buscar a criança à escola e tentar proporcionar-lhe um dia normal dentro do possível. Até porque não se sabe quantas horas vai durar o parto.

5- Se a ideia é que o pai fique com a mãe durante a noite no hospital (há partos que se prolongam pela noite fora), convém perceber se o mano mais velho se vai sentir feliz em dormir em casa dos tios ou avós. Ou seja, se a criança não estiver habituada a dormir fora de casa ela vai sentir esta mudança de rotina como uma coisa má. Poderá associar a chegada do mano ao facto de ficar entegue a terceiros, sentindo-se abandonada pelos pais. Por isso, não seria má ideia ir habituando o mano mais velho a dormir de vez em quando em casa de familiares. Desse modo, esta alteração de rotina não será tão drástica.

E então? Que acham? Concordam, discordam, acrescentariam mais alguma coisa?

Gostavam que vos desse também algumas estratégias para ajudar o mano mais velho nos dias a seguir ao parto? 😀

Novembro 25, 2019

O Triângulo Perfeito

Lembram -se deste pinheiro de natal? Este ano decidimos mesmo expulsa-lo de vez de nossa casa. Pinheiros com neve pendurada estavam a pôr esta família num ataque de nervos...

Temos um bebé a tentar curar uma pneumonia e não seria nada indicado andarem farrapos brancos a voar pelo ar.
Por isso este ano... comprámos outro, glup!
Custou... ninguém gosta de fazer dois investimenros seguidos em coisas tão fúteis como pinheiros mas os miudos estavam ansiosos por fazer o pinheiro de natal e aquela árvore a perder farrapos brancos por todo o lado não dava mesmo.
No fim de semana comrpámos e montámos novo pinheiro. Ora vejam como ficou fixe!

78092807_1073521326323740_6862552789122285568_n.jpg

 

 

Novembro 02, 2019

O Triângulo Perfeito

Quando o infantário me pede para realizar uma atividade mais artística, eu entro em pânico porque nunca tive jeito para trabalhos manuais.
Desta vez foi pedida uma vassoura de bruxa para levar para a escola e devo dizer-vos que estou muito orgulhosa!
Depois de duas horas à volta de paus, arames cola e tecido... saiu isto.😀

75233900_1050789195263620_1012603729045618688_n.jpg

75625512_1050789245263615_6417006286428176384_n.jpg

Não será a vassoura mais gira da escola, mas poderá ser eventualmente a mais original.
Para dar solução aos problemas de trânsito das bruxas, agravados por circularem à noite... instalei luz led na vassoura.
Prémio de todo este stress? Um miúdo verdadeiramente eufórico por ter uma vassoura que dá luz! ( aqui neste post só consegui colocar fotos mas há aqui na página de facebook deste blog há um vídeo da vassoura em ação já com a luzes ligadas! )
#amaepodetudo #abaixoosscidentesnocéu #bruxasiluminadas #supervassoura

Sigam-me também em

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D