Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Triângulo Perfeito

Um blogue de pessoas imperfeitas. A viver num triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Um blogue de pessoas imperfeitas. A viver num triângulo perfeito.

Sei o que fizemos no verão passado #parte 1

Fomos muito felizes. Isso é que fomos!

 

O destino - Porto Santo - não podia ter sido melhor escolhido para uma família com bebé de meses. O hotel - Vila Baleira - uma escolha que não desiludiu (já falei da ilha neste post e do hotel neste! )

 

A companhia de um casal amigo (mais o seu rebento) tornou as férias muito mais divertidas. É sempre bom ter alguém com quem trocar impressões e rir um bocado!

 

O nosso bebé portou-se muito bem na viagem de avião. Isto apesar de o voo Porto- Porto Santo se ter atrasado 3 horas (ninguém merece!)

  

Uaaaaaa! Que sono! Quando é que chega o avião?

IMG_0090.JPG

 

A sorte é que tenho o colinho do papá...

IMG_0097.JPG

 

Acordámos às quatro da manhã. Chegamos ao aeroporto às cinco e meia. E o voo partiu... às dez e meia. Em vez das 7:30 prometidas. Foi duro entreter um bebé de meses, horas a fio no aeroporto. Mas lá se conseguiu :)

 

No avião, o V. foi igual a si mesmo. Na primeira hora, mexeu, andou, pesquisou, cuscou tudo o que havia para cuscar. Estávamos a ficar um bocadinho cansados. Até que, miraculosamente, na segunda hora de voo... adormeceu! 

 

Ah! Tão bom! 

 

Foi engraçado verificar que o comportamento dele foi o oposto das outras crianças. Enquanto os outros miúdos de portaram muito bem na primeira hora de voo, e na segunda hora foi um berreiro total, já o Vasco deu-nos que fazer no princípio e depois relaxou. 

 

Agora, um pormenor que não gostei neste voo. Vou ter que o dizer...

 

Achei muito má onda alguns pais (muitos, pelo cheiro) deixarem os filhos com cocó na fralda e não irem mudar. Ok, sei que o espaço para mudar fraldas é exíguo, mas se nós conseguimos (com um bebé que nunca para quieto) os outros também conseguiam.

 

O voo estava cheio de crianças (cercade 30% dos passageiros). Até porque este é um destino claramente family friendly. Agora imaginem o que é estas crianças todas cheias de cocó na fralda e ninguém a fazer nada relativamente a isso. 

 

A última meia hora de voo foi pestilenta. Parecia que estava numa creche ao final do dia. 

A sorte é que o Vasco dormia profundamente e pudemos descansar também nós um pouco.

 

O avião aterrou numa ilha cheia de sol e com um mar fantástico. 

A aventura das férias estava mesmo a começar!

(continua)