Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Triângulo Perfeito

Um blogue de pessoas imperfeitas. A viver num triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Um blogue de pessoas imperfeitas. A viver num triângulo perfeito.

O monstro das festas de aniversário - 2º parte

Já aqui falei num outro post de como eu sou um verdadeiro "monstro das festas de anos". Não faço por mal... mas acabo sempre por boicotar um bocadinho as festas (até as minhas próprias festas, como um dia vos descreverei).

Mas hoje vou contar-vos outro episódio. Este passou-se há umas semanas, na festa de aniversário do filhote de uma amiga.

Pois então: Estávamos nós todos contentes na sala de jantar da minha amiga. Sala lindamente decorada, bolos maravilhosos, ambiente divertido...

Encostados a um aparador, eu e o meu marido bebericávamos um fabuloso gin tónico. 

De repente, apercebo-me que o meu filho Vasco está prestes a fazer uma asneira qualquer no outro lado da sala.

Vou em direção ao Vasco, puxo-o antes que ele estrague a decoração, mas enquanto vou em direção a ele começo a ouvir uns "ais" e "uis" na sala toda.

- Ai.... olha como ela está...

- Ui... será que ela mora perto para mudar de roupa?

- Ai... é melhor alguém ir buscar um pano...

- Ui... tal e tal.... tal e tal...

Inicialmente, ainda pensei que não fosse eu a visada. Mas depois percebi que sim, que estavam a falar de mim.

Então, o que é que aconteceu?

Bem... basicamente... e agora vamos recuar tipo filme até à parte em que eu e o zé estávamos encostados ao aparador a beber um gin...

Quando eu estava encostada ao aparador, como ele era baixinho, decidi sentar-me ligeiramente em cima dele (do aparador, ok? Não foi em cima do Zé). 

Assim, com uma perna no chão e a outra meia levantada.

Só não reparei que me tinha sentado em cima... sim... de um BOLO!!

Ana, autora deste blogue, esmigalhou 1/3 de um Ambrósio - para quem não sabe é um bolo comprido e coberto de chantilly.

Quando me encostei, não reparei que estava um bolo a poucos centímetros do meu traseiro.

Pronto.

Quando corri pela sala em direção ao Vasco, toda a gente ficou estupefacta, porque o meu rabiosque (calças de ganga) estava branquinho e fofo. Cheio de chantilly.

E é assim que eu estrago mais um bolo. 

E depois? 

Depois peguei num paninho molhado, limpei o bumbum, tentei fazer uma graçola (vá lá, que toda a gente achou piada) e a coisa lá encarrilou de novo.

Peço desculpa à minha amiga. E ao bolo, já agora.

Sou ou não sou o "Monstro das Festas de Aniversário"? 

1 comentário

Comentar post