Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Triângulo Perfeito

Um blogue de pessoas imperfeitas. A viver num triângulo perfeito.

O Triângulo Perfeito

Um blogue de pessoas imperfeitas. A viver num triângulo perfeito.

Fomos passear ao sítio do costume

15936893_407184716290741_3152162087608272459_o (1).jpg

 

E jantámos no sítio do costume. Mudámos a ementa, para não ser repetitivo.

Desta vez eu comi um kit kat e o Zé escolheu uma saqueta de bolachinhas digestivas. O Vasco ficou a "ver navios" porque tinha que fazer (mais) uma nebulização.

 

A vending-machine da sala de espera da urgência pediátrica está a tornar-se o nosso restaurante de eleição... Temos passado uma fominha desgraçada, é o que é! A única coisa que nos consola é que a refeição sai barata.

 

Sim...é isso mesmo. Fomos novamente às urgências com o nosso pequeno. Depois de 3 horas de tortura (para o Vasco) saímos de lá, cansados, estafados e revoltados.

 

Já são muitos dias a lidar com um bebé pequeno cada vez mais frágil e debilitado. Fico frustrada porque não vejo maneira de a bronquiolite passar.

 

Assumo que, talvez o regresso do V. ao infantário tenha sido precoce. Por isso para além da revolta e da tristeza, sinto-me também um pouco (ok, bastante) culpada.

 

Detesto faltar ao trabalho por isso, confesso que assim que vi melhoras ligeiras... levei-o para a creche. Não volto a fazer outra!! Já decidimos que mesmo que o V. melhore, só vai regressar à creche quando conseguir passar pelo menos 3 dias sem aquela pieira incomodativa no peito. 

 

Esta semana já vou ter de novo as duas avós para me ajudarem. A avó materna (que chegou da aldeia) e a paterna (que vai tirar uns dias de férias) vão desdobrar-se a dar miminhos ao Vasco enquanto eu estiver no trabalho.

 

Ainda bem que na creche não há "reprovações por faltas", caso contrário o nosso baby já estava chumbado. A parte mais chata é que sempre que começa a entrar na rotina da escola, tem que sair outra vez! E ele está a gostar tanto de estar na sala dos meninos de 1 ano! Fico mesmo triste.

 

Bem, este foi o "post possível", depois de um dia estafante de trabalho + sessão hospitalar.

 

Gostava de ter escrito algo mais atrativo e cativante, como forma de agradecer ao SAPO a referência ao meu blogue nos Destaques de hoje (Yeiiii, muito obrigada mesmo!!), mas infelizmente não consigo... Estou tãoooooooo cansada!

 

A pior parte é que o meu marido chegou a casa e pediu-me um "jantar a sério". Às dez da noite?? Eh pá, ninguém merece.

Mas pronto, lá saiu um arroz de cação. 

Ele diz que estava de comer e chorar por mais. Valha-nos isso...:)